2018/09/14

Didi Chuxing começa a gravar áudio durante as viagens


Em reposta aos casos de violência, o serviço Didi Chuxing - equivalente à Uber, na China - implementou uma medida que está a gerar bastante polémica: gravar o som de tudo o que acontece durante a viagem.

Os utilizadores do serviço são informados de que será feita a gravação áudio durante a viagem (aliás, terão que o fazer, senão não poderão usar o serviço), com as gravações a serem mantidas durante 7 dias nos servidores da empresa, para que possam servir de prova caso haja necessidade de alguma investigação. Uma medida que surge após vários casos de passageiras assassinadas nos últimos meses, que tem abalado a empresa.

Ainda assim, se alguns aceitam esta medida como uma melhoria da segurança, outros consideram-na mais um passo na violação da sua privacidade, referindo todo o potencial para abusos que daí pode advir - não se podendo esquecer que na China a "liberdade" é um tópico controverso. É por isso natural que exista uma grande desconfiança quanto a esta medida, temendo-se que estas gravações possam ser analisadas para determinar ainda mais informação sobre cada indivíduo que viaje neste serviço.

Aliás... a minha curiosidade é sobre porque motivo o serviço optou por gravar apenas o som quando poderia gravar também um registo vídeo do que se passa no interior do veículo - algo que a Didi Chuxing também considerou fazer. Afinal... se é para saber o que se passa, quer para efeitos de segurança dos passageiros (e condutor), quer para outros fins... ao menos que o façam sem pudor e com o máximo de informação que possa ser recolhida.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]