2018/10/13

A pintura "espacial" do rover Mars 2020


É quase inconcebível a quantidade de pessoas e processos envolvidos nas missões especiais, que incluem coisas aparentemente tão básicas quanto... a pintura dos rovers.

Estamos a menos de dois anos do lançamento do Mars 2020, que se irá juntar no planeta vermelho a vedetas como o Opportunity e Curiosity. Do tamanho de um SUV, este será o mais complexo veículo enviado para explorar outro planeta, e que terá um papel fundamental para preparar o futuro envio de astronautas a Marte.

Mas antes disso, à semelhança de um qualquer automóvel convencional, também este rover precisa de ser pintado, e para isso foi necessário um moroso trabalho de aplicar mais de 600 pedaços de fita a tapar todas as secções que não podem levar tinta - e que, aqui, em vez de serem cortadas "à mão", são cortadas com o desenho correcto por uma plotter de corte - a que se juntam mais de uma centena de painéis metálicos a proteger secções de maior dimensão.

Se até aqui o processo é idêntico ao da pintura de um automóvel, no que diz respeito à tinta a coisa passa a ser bem diferente. Esta é uma tinta especial que não só tem que aderir a alumínio, como também tem que resistir aos raios UV, frio intenso, e que ainda por cima não pode emitir nenhuns compostos orgânicos, para não afectar os sensíveis equipamentos de precisão que irão procurar sinais de vida em Marte.

Se não houver imprevistos, a missão Mars 2020 deverá ser lançada em Julho de 2020, chegando a Marte em Fevereiro de 2021.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]