2018/10/12

Android ou MIUI - qual a melhor opção de actualização?


Android actualizado para a última versão - ou - actualizações frequentes com patch de segurança em dia? Qual será a melhor opção para o consumidor?

Estas são perguntas que não têm uma resposta simples, mas sobre as quais vale a pena falar um pouco; até porque o problema das actualizações nos Android está longe de ter um fim à vista.

O Redmi Note 4(X) foi um dos smartphones Xiaomi que mais sucesso teve no mercado, de tal forma que a marca chinesa optou por reutilizar o seu hardware em outros smartphones lançados posteriormente. Esta tem sido uma táctica recorrente na Xiaomi, que vai lançando novos smartphones baseados em modelos já existentes, com apenas alguns retoques ligeiros.

A MIUI 9.5 chegou em Março deste ano e as actualizações com os patch de segurança têm sido disponibilizadas de forma regular (o Redmi Note 4 tem nesta altura um patch com data de Setembro). Entretanto, a MIUI 10 já está a caminho, embora ainda sem data prevista para chegar a este smartphone, que foi lançado em Setembro de 2016.




Nesta questão da MIUI, há que ter um aspecto em atenção. A Xiaomi actualiza muitos modelos para a última versão da MIUI mas mantém a versão do Android. No caso deste Redmi Note 4, temos ainda um sistema baseado no Android Nougat (7.0) e a actualização para a MIUI 10 não deverá alterar estar situação. É uma situação também frequente no universo Xiaomi, em que os utilizadores saberão à partida que o compromisso da marca é com as actualizações da MIUI, independentemente da versão do sistema utilizado na sua base.

No entanto isso não impede que a situação atraia a atenção da comunidade de developers, que tem dedicado particular atenção a este smartphone, disponibilizando várias ROMs alternativas para o mesmo. Há opções para todos os gostos, com várias versões estáveis baseadas no Android 8 Oreo, como é o caso do LineageOS 15.1. Há até ROMs já baseadas no mais recente Android 9 Pie, mas ainda numa fase inicial de desenvolvimento, não sendo por isso a melhor opção para quem pretende utilizar o smartphone no dia a dia.


Enquanto isso, entre os Android oficiais, as marcas que se dignam a disponibilizar actualizações de sistema acabar por ser uma "excepção à regra", e nem mesmo os casos dos Android One têm demonstrado vantagens nesse aspecto. Se é certo que os possuidores desses modelos poderão esperar receber o Android 9 Pie, a questão do "quando" continua a requerer uma enorme dose de paciência... embora marcas como a Nokia (HMD Global) se estejam a tentar destacar pela positiva nesse campo.

... Estaria na hora da Google incentivar os seus parceiros a demonstrarem as mais valias do Project Treble, que deveria ter vindo resolver estas questões facilitando a aplicação de actualizações de sistema... Pois se assim não for, quantos mais anos e novos "projectos" serão necessários para que o seja?

18 comentários:

  1. Estou com esse dilema. Tenho Um Redmi Note 4 (SD) também conhecido por 4X ou Mido que tem o MIUI 9 da Xiaomi.eu mas estou com duvidas se o actualizo para MIUI 10 ou então salto para LineageOS 15.1

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Como é bom poder ter por onde escolher, não é verdade? :D

      Eliminar
    2. Eu nestes campos, tenho uma opinião simples: o Android é sempre melhor como veio ao mundo (ou pelo menos quase).

      Sempre tive custom roms desde o tempo do HTC Magic. Se existe uma Paranoid/Lineage completamente funcional para um dispositivo meu, é sempre essa a escolha. Não preciso de grandes features, opções de personalização ou a versão mais recente só porque o número é maior. Preciso que seja 100% funcional, rápido, e que no meio de tudo o que envolve ter um smartphone, o menos inseguro possível. E neste campo, uma Lineage ou algo do género, inspira-me mais confiança que um Xiaomi.

      Mas ei, isto sou eu. :)

      Eliminar
  2. Android é assim...tem de se andar a inventar para se ter a coisa actualizada...vamos a ver o que o Project Treble vai mudar!!?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Dream, dream, dream
      Dream, dream, dream ... :)

      Eliminar
    2. Aires ao vivo:
      https://youtu.be/eyOPSZ9mFz0

      Eliminar
    3. @DNSean, estamos a falar de um smartphone com dois anos de mercado, o que por norma no universo Android, é o limite máximo para actualizações do sistema.
      No caso do Redmi Note, vamos ter uma segunda actualização da MIUI e para quem pretenda experimentar outros mundos, paletes de Custom ROM.

      O project treble pode facilitar a vida a todos, é preciso é que o internvenientes no processo tenham vontade para. Até agora, tirando a Essential e Sony, não há razões para celebrar.

      Eliminar
  3. Eu claramente prefiro Android puro, mas mesmo como eu que optei por Android One o meu Xiaomi MI A 1 o já agora o MI A2 são vão ser actualizados durante o o primeiro trimestre de 2019, its a shame Xiaomi , já o MI A2 lite será actualizado até ao final deste ano .

    A Xiaomi precisa de mudar muito a sua politica para agarrar o mercado Europeu .

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A informação que conheço diz que o MI A2 Lite e o A1 é que serão no primeiro trimestre de 2019 e o MI A2 neste trimestre.

      Eliminar
    2. Este comentário foi removido pelo autor.

      Eliminar
  4. MIUI... de longe mais refinada que Android puro... alias, o android puro, precisa de uma nova interface... mais refinada e mais moderna.

    ResponderEliminar
  5. A minha experiência com a Miui é com a que vem com o MI 8 que comprei para um familiar. (O Android, enfim, conheço boxs e Android TV).

    Interessou-me ver como funcionava o Google Now - não instala no Miui. Uma coisa outra também não funcionava como era suposto no Android.

    Já parece o Linux. Umas coisas funcionam numa distribuição, mas não funcionam noutras.
    Há quem ache isso muito interessante, a tal liberdade para escolher.

    Acho que a generalidade do pessoal está como eu - sabe que um SO ou aplicação tem esta funcionalidade ou aquela e não está disposto a gastar mais de 30 segundos para perceber como funciona. Ainda gostava de saber qual é a percentagem das pessoas com Android que muda de rom - e aproveita a famosa liberdade.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. A questão não será tanto quantos o fazem, mas o facto de o poderem fazer. Naturalmente que o utilizador comum não está minimamente preocupado com este facto. Quer apenas telefonar, redes sociais e fotografias. Não está preocupado com actualizações, quer seja Android ou iOS.

      A grande vantagem é haver opções e no caso destes smartphones mais populares, o difícil mesmo é escolher.

      Eliminar
    2. "O utilizador comum não está minimamente preocupado com actualizações, quer seja Android ou iOS"

      Isso é uma ficção.
      No IOS, em poucas semanas a última versão está instalada em mais de metade dos iPhones.
      Quanto à Miui 10:
      - foi anunciado ao mesmo tempo que o Mi 8 - e, durante bastante tempo, propositadamente, a Xiaomi deu a entender o Mi 8 saía com o a Miui 10. Posts de sites abalizados a dizer isso não falta
      - não saiu, espera-se que saia durante o último trimestre de 2018
      - a próxima atualização do Miui, tanto pode ser com base em nova versão do Android como não.

      O pessoal que experimenta roms no Android não o faz por "liberdade" - faz por necessidade.

      Eliminar
    3. "Acho que a generalidade do pessoal está como eu - sabe que um SO ou aplicação tem esta funcionalidade ou aquela e não está disposto a gastar mais de 30 segundos para perceber como funciona."

      Acho curioso como é que alguém que não se preocupa em perceber como é que uma app ou serviço funciona, estará por outro lado preocupado com uma actualização do SO.

      BTW, o MI 8 já tem MIUI 10 há um mês: http://en.miui.com/thread-3909873-1-1.html

      "- a próxima atualização do Miui, tanto pode ser com base em nova versão do Android como não."

      Correcto, é referido isso mesmo no artigo.

      Eliminar
    4. "MIUI 10 Global chega aos Xiaomi Mi Mix/Mix 2, Mi 5/Mi 6, Mi Note 2 e Redmi Note 5 Pro" - Aberto até de Madugada em 15/09/2018
      https://abertoatedemadrugada.com/2018/09/miui-10-global-chega-aos-xiaomi-mi.html?m=1

      Como escrevi lá num comentário, a versão que havia no sítio que indicaste era do Miui 9.
      Li em algum lado que para o Mi 8 a Miui 10 saía no último trimestre de 2018 - e pensei que isso seria notícia nos blogs que sigo que dão preferência ao Android, mas não foi. O Android é pior que o Linux - é preciso estar atento não só à "distribuição", mas também ao equipamento que se tem.

      BTW, o facto de estares a branquear a principal fraqueza do Android - as atualizações do SO - ao dares a entender que não são importantes merece-me reparo. A tua avaliação da minha modesta pessoa não me interessa.

      Eliminar
  6. Aires ... Ponto número 1 : se queres falar de actualizações da MiUi... Aconselho te a dares uma vista de olhos na Xiaomi.eu e verás actualizações weekly quase para todos os xiaomis. sim. Weekly !

    Ponto número 2 : não , os updates do Android não são assim tão importantes como tu pensas... Dado que 90% da população usa os smartphones para chamadas, SMS , face e WhatsApp ... É quase irrelevante ter o Android 7 ou o 8 ou 9... Uma vez que, no caso da MiUi , a interface e respectivas funcionalidades da ROM vêem através da MiUi e não do Android !

    Ponto número 3 : as actualizações do Android são mesmo mesmo importantes.. para quem tem um Google pixel...

    Ponto número 4 : as marcas ( pelos pontos que referi acima) estão a lançar updates constantes da versão de segurança do Android ( isso sim , a meu ver é importante ).

    Último ponto : eu sei que gastar mil e tal euros num iPhone ... Obriga a que venhamos para os blogs , etc tentar justificar tal investimento... Mas por favor ... Não tornes a cair nessa ... Eu sei que o marketing de Cupertino é lixado .. mas acredito severamente que com um pouco de autocontrole ( yoga faz bem ) consigas resistir ao marketing da terra das maçãs .

    Abraço

    ResponderEliminar

[pub]