2018/10/31

Apple expande abrandamento dos iPhones aos iPhone 8 e iPhone X


Depois de ter tentado minimizar as críticas relativas ao abrandamento (inicialmente secreto) dos iPhones com baterias mais usadas, dizendo que já não afectariam os modelos mais recentes - iPhone 8, 8 Plus e X - a recente actualização para o iOS 12.1 vem confirmar que afinal tudo se mantém na mesma.

A forma como a Apple lidou com o assunto do abrandamento dos iPhones já lhe valeu uma multa de 5 milhões em Itália, mas isso não irá evitar que também a geração de iPhones lançados em 2017 (os iPhone 8, 8 Plus e iPhone X) sofra do mesmo mal. No início do ano, em resposta a um senador, a Apple deu a entender que tinha feito alterações de hardware que evitariam a necessidade de limitar a velocidade dos iPhones. Mas, a chegada do iOS 12.1 vem alterar essa posição.

A Apple actualizou a sua página de suporte relativa à questão do abrandamento dos iPhones devido à capacidade reduzida da bateria, passando a aplicar aos iPhone 8, 8 Plus e iPhone X a mesma "funcionalidade" de limitação da bateria no iOS 12.1.

Additionally, users can see if the performance management feature that dynamically manages maximum performance to prevent unexpected shutdowns is on and can choose to turn it off … This feature applies to iPhone 6, iPhone 6 Plus, iPhone 6s, iPhone 6s Plus, iPhone SE, iPhone 7, and iPhone 7 Plus. Starting with iOS 12.1, iPhone 8, iPhone 8 Plus, and iPhone X include this feature, but performance management may be less noticeable due to their more advanced hardware and software design.

A única atenuante é que a Apple diz que nestes modelos a perda de desempenho "poderá" ser menos notória que nos modelos anteriores, mas parecendo-me que isso não tem qualquer valor quando traduzido para linguagem honesta, considerando que: 1) eles próprios utilizam a palavra "poderá", o que desde logo implica que também "poderá não o ser"; 2) sendo chips com maior desempenho, seria desde logo óbvio que uma redução progressiva do seu desempenho não seja tão notório de início. Mas, tendo em conta os antecedentes e toda a forma como a Apple lidou com este assunto, terão que compreender que os consumidores não estarão inclinados para dar o benefício da dúvida à Apple.

O que isto quer dizer é que, tal como nas séries de iPhones 6, 6S, SE, e 7, também os iPhones 8 e X estarão em contagem decrescente até que seja obrigatório trocar de bateria caso se queira manter o seu desempenho. Mesmo não sendo discutível que todas as baterias percam capacidade e necessitem ser substituídas, a Apple continua a ser caso único por abrandar deliberadamente os seus equipamentos em função da idade da bateria. Olhem se a Apple decide aplicar a mesma fórmula aos seus futuros automóveis eléctricos...

5 comentários:

  1. uma coisa. quando a bateria estiver em 80% na capacidade máxima a apple troca gratuitamente? o meu nem tem 2 meses e já tem 99%

    XD

    ResponderEliminar
  2. Já está está tudo mais que explicado.

    "Gestão do desempenho ativada
    Quando as funcionalidades de gestão do desempenho forem ativadas, verá esta mensagem:

    Este iPhone desligou-se inesperadamente porque a bateria não teve capacidade para fornecer o pico de energia necessário. Foi ativada a gestão de desempenho para ajudar a evitar que esta situação se repita. "

    Quem quiser desativa a gestão de desempenho.

    https://support.apple.com/pt-pt/HT208387

    ResponderEliminar
  3. Aires , para ti tudo está explicado , mas ..... como é dito no artigo a Apple é a única marca que tem estas práticas, será que é por isto que é demonstrado neste vídeo !? ... :

    https://www.youtube.com/watch?v=AUaJ8pDlxi8&t=1321s&list=FLPvvLPI9JQsvNqck8quAXnQ&index=2

    Cumprimentos

    ResponderEliminar

[pub]