2018/10/13

Facebook testa finalmente o eliminar de mensagens já enviada no Messenger


Em Abril deste ano, Mark Zuckerberg tirou partido do seu acesso privilegiado à plataforma que criou, para eliminar mensagens que tinha enviado sem que deixassem qualquer rasto. Na altura, para acalmar as vozes críticas, foi dito que era uma funcionalidade que iria ser dada a todos os utilizadores... mas o que é certo é que, meio ano depois, essa funcionalidade ainda está indisponível e apenas a ser "testada".

Para uma plataforma como o Facebook, onde mesmo um utilizador que decida eliminar toda a sua presença tem que esperar 30 dias até que o Facebook elimine efectivamente os seus dados, o episódio da eliminação misteriosa das mensagens de Zuckerberg, que desapareceram das caixas dos destinatários, foi extremamente suspeito e desagradável.

Desde logo que se suspeitou também que a "justificação" de que essa processo era algo natural e que "seria disponibilizado para todos os utilizadores", seria apenas uma desculpa inventada à pressão, para atenuar a gravidade do sucedido... e isso tem estado a ser confirmado pela longa demora que essa funcionalidade, que funcionou de forma extremamente rápida para Mark Zuckerberg, está a ter para chegar à mão dos restantes utilizadores.



O Facebook ainda não avança com uma data para a disponibilização desta funcionalidade de eliminar mensagens já enviadas, mas a mesma parece já estar finalmente a ser testada.

No entanto, parece que para os utilizadores "comuns", esta capacidade de eliminar mensagens terá uma janela temporal para ser feita, pelo que poderá não ser possível eliminar mensagens enviadas semanas ou meses antes (ou até anos, como no caso de Zuckerberg). Enfim... benefícios de quem manda na "coisa".

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]