2018/10/18

Hoverboards chinesas apanhadas com "baterias" falsas de areia


As curiosas hoverboards são um produto que têm chegado ao mercado a preços cada vez mais acessíveis, mas por vezes os modelos mais económicos podem vir com algumas surpresas inesperadas: como baterias falsas, cheias de areia.

Um dos nossos leitores decidiu comprar algumas hoverboards que estavam em promoção a um preço tentador (90 euros), com a confiança acrescida de saber o que iria receber, pois já tinha comprado uma alguns meses antes. No entanto, chegadas as hoverboards, achou suspeito que o seu tempo de carga era bastante mais rápido que a hoverboard que tinha comprado antes.

Depois de alguma investigação, abrindo o pack de baterias, descobriu que quase metade das baterias eram falsas, estando cheias de areia para manterem um peso "realista"!

Embora o caso de produtos falsificados não seja propriamente novidade (já por cá passaram alguns casos de cartões de memória a preços tentadores, que depois se vem a descobrir que não têm a capacidade efectiva anunciada), este vem revelar que a escala das falsificações pode ir muito para além do que se poderia pensar.

Neste caso em concreto, um utilizador não teria qualquer forma fácil de detectar o que tinha sido feito, podendo pensar que o tempo de carregamento, e a autonomia da hoverboard era aquela - a não ser que, como aconteceu neste caso, tivesse a sorte de ter uma referência anterior que lhe permitisse detectar esta anomalia.

... Fica agora a pergunta, sobre quantos mais gadgets andarão por aí, com areia no seu interior?



P.S. As hoverboard em questão eram estas, estando agora a aguardar-se pela resposta da loja ao sucedido.

11 comentários:

  1. Já agora não seria "serviço publico" apontar a loja/vendedor ? (se é que o mesmo tem culpa...poderá tb ter sido enganado)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Estamos a aguardar o feedback dos visados, para ver qual o tratamento que lhes é dado. Como referes, e bem, é um problema que poderá ser transversal a diferentes lojas e vendedores, sabendo-se que muitos produtos na China são simplesmente "remarcados" e têm a mesma origem.

      Eliminar
    2. (E o caso aqui complica-se, pois há uns meses, o mesmo produto vinha com baterias em condições...)

      Eliminar
    3. +1. E já agora o link do produto se ainda estiver disponível!

      Eliminar
    4. Já adicionamos... mas como foi dito: estamos a aguardar o feedback para saber qual irá ser o tratamento dado à reclamação.

      Eliminar
    5. Obrigado. E já agora parabéns pelos 11 anos do "Aberto até de madrugada"!

      Eliminar
    6. A loja não interessa tanto saber uma vez que o mesmo produto deve estar disponível em várias lojas do género e eles próprios podem não saber o que se passa até os clientes se queixarem.

      Eliminar
  2. Quando é que se convencem que esses produtos chineses nunca prestam ?

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Será um erro generalizar... Um Huawei P20 não presta? Um Xiaomi Mi A1/A2 não presta? Mesmo nas coisas de "marca branca" de baixo custo, com os preços ridículos, há muitas que são excelente negócios para o que custam.
      Agora, o que não se pode aceitar é comprar "gato por lebre"... e isso tanto se aplica aos produtos chineses como a quaisquer outros. (Será preciso relembrar a fantástica tecnologia alemã ao serviço de esconder as emissões poluentes nos VW e sabe-se lá quantos outros?)

      Eliminar
  3. A bateria da hoverboard que comprei da Gearbest há 3 semanas chegou morta. Contactando o serviço deles (onde foram chatos e exigiram video do problema) disseram que iam mandar uma bateria nova, e que era fácil de trocar. Ainda espero, a ver vamos.

    ResponderEliminar

[pub]