2018/10/24

Huawei Mate 20 Pro - Unboxing e primeiras impressões


A Huawei já trouxe o seu mais recente Mate 20 Pro para o mercado, e já estamos a testar um para ver algumas das novidades que traz.

O Huawei Mate 20 Pro foi apresentado no passado dia 16 em Londres, num evento em que tivemos o privilégio de estar presentes. Este novo smartphone da Huawei chega com algumas novidades interessantes, com o Kirin 980 a fazer a sua estreia oficial neste novo topo de gama da marca chinesa. O processador apresenta uma nova arquitectura com 3 clusters, com 2x A76 a 2.6GHz são utilizados as tarefas mais exigentes, outros 2xs A76 a 1.92GHz para o processamento geral e um terceiro cluster com 4x A55 a 1.8GHz dedicado às operações menos exigentes, com maior eficiência energética. Este novo arranjo dos núcleos num processo de fabrico de 7nm permite, segundo a Huawei, ganhos de 20% no desempenho e uma poupança de 40% no consumo energético face ao disponibilizado pelo Kirin 970.

Temos também um ecrã OLED de 6.39" com uma resolução QHD+ (3120x1440px) e 538ppi; sensor de impressões digitais que deixa a traseira do smartphone e passa a estar integrado sob o ecrã; 6GB de memória RAM e 128GB para armazenamento, com este ultimo a ser expansível com um novo tipo de cartão (NM card). A bateria passa a ser de 4200mAh, ganhando 200mAh. Este aumento de capacidade, aliado ao melhor comportamento energético do Kirin 980, deverá permitir uma maior autonomia face ao anterior Mate 10 Pro.

A nova versão do Super Charge efectua o carregamento da bateria de 4200mAh, com uma relação até 10V/4A, recarregando 70% em apenas 30 minutos. O Mate 20 Pro pode também ser carregado via wireless (15W) e pode também de servir de carregador sem fios para outros equipamentos, uma estreia no segmento.

A tripla câmara do Huawei P20 Pro serviu de base para este Mate 20 Pro, que apresenta um arranjo em L na sua traseira:
  • 40MP f1.8 Wide Angle
  • 20MP f2.2 Ultra Wide Angle
  • 8MP f2.4 Telephoto com autofocus
Na frente, a Huawei apresenta um sensor de 24MP, com abertura f/2.0.



Primeiras impressões


O novo design marca uma ruptura com o apresentado pelos anteriores modelos da série Mate. O vidro frontal passa a apresentar uma curvatura semelhante à do vidro traseiro, com as duas superfícies a ficarem separadas pelo corpo em metal, que dá estrutura ao conjunto. A frente apresenta um notch bem maior do que o do P20 Pro. A Huawei justifica esta opção com a utilização de uma câmara com detecção de profundidade 3D, para o reconhecimento facial. O desbloqueio do smartphone é complementado com o sensor de impressão digital sobre o ecrã. A passagem da traseira para a frente do smartphone não teve implicações no nível de eficiência do sensor, que continua a ser bastante rápido e preciso.

O smartphone está disponível em três cores para o nosso mercado: preto, azul ( com um acabamento que lhe dá uma maior aderência) e um twilight, com um efeito degradê, que facilmente causa impacto à primeira vista.

O novo processador Kirin 980, em conjunto com o Android 9 e e EMUI 9, disponibilizam um nível de desempenho superior, notando-se claramente uma diferença de velocidade para o Mate 10 Pro. De referir que ainda bem recentemente nos debruçamos sobre este último, enaltecendo o seu comportamento após um ano de utilização. A chegada deste Mate 20 Pro, eleva claramente a fasquia, com um desempenho global bastante superior.

As câmaras não sofreram grandes alterações relativamente ao apresentado pelo P20 Pro, pelo que a qualidade das fotografias e vídeos estará garantida. Numa primeira análise os resultados são bastante bons, com o comportamento em zonas com pouca iluminação a impressionar pela qualidade da imagem.

Vamos continuar a testar este smartphone ao longo das próximas semanas, para avaliar o seu desempenho nas mais variadas situações.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]