2018/10/22

Roubo de Tesla Model S quase era evitado pelo cabo de carregamento


No Reino Unido, o dono de um Tesla Model S viu o seu automóvel ser roubado durante a noite, sendo que a maior dificuldade dos ladrões não foi abrir o carro mas sim desligá-lo do cabo de carregamento.

Embora os Tesla sejam automóveis apetecíveis para os ladrões, têm também a condicionante adicional de serem veículos que, devido ao facto de estarem em contacto quase permanente com a Tesla, complicam a tarefa aos amigos do alheio. Nos EUA, dos 115 Tesla que foram roubados, de 2011 até Maio de 2018, o impressionante número de 112 acabaram por ser recuperados.

Neste caso, os ladrões entraram com facilidade neste Model S, utilizando o sistema de retransmissão do sinal da chave - com um dos ladrões a rodear a casa em busca do sinal da chave, retransmitindo ou amplificando o sinal de modo a que o seu cúmplice, perto do carro, o conseguisse abrir como se fosse o dono legítimo. A parte mais caricata acontece a seguir, quando estes ladrões "especializados" que abriram o Model S em segundos e tiveram o cuidado de desactivar o acesso remoto para impedir a sua localização, parecem não saber como remover o cabo de carregamento, com todo o caso a ter sido apanhado por uma câmara de vigilância.


Este tipo de roubo tem estado a aumentar, fazendo com que a conveniência dos sistemas de acesso imediato com as chaves "wireless" (naqueles casos em que não é necessário carregar em nenhum botão para abrir o carro) se torne também numa grande conveniência para os ladrões. A única forma de se precaverem contra este tipo de ataques consiste em guardar a chave numa bolsa que bloqueie o sinal - embora com isso se perca o factor conveniência que, à partida, se deseja num sistema destes - ou desactivar essa forma de acesso. No caso dos Tesla, existe também a possibilidade adicional de definir um código PIN de desbloqueio do carro, de modo a que mesmo para quem tenha a chave ou consiga entrar por meio desta técnica, não possa conduzir o carro se não souber o PIN.

9 comentários:

  1. ou seja o truque nao esta em saber como se desbloqueia o carro mas sim o cabo da electricidade hahahahahahahahah

    ResponderEliminar
  2. Podiam ter cortado o cabo com uma navalha...
    Era mais rápido
    loool

    ResponderEliminar
  3. Manual "Como defender a Tesla":
    Regra 324: Alterar título "Cabo de carregamento deu mais trabalho do que os fracos sistemas anti-roubo da marca" para "Roubo de Tesla Model S quase era evitado pelo cabo de carregamento".
    Objetivo: desviar as atenções para a estupidez dos ladrões e colocar em segundo plano os fracos sistemas de segurança da marca. (ups, onde escrevi fracos deve ler-se fortes...)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Curioso, pareces ter ignorado o facto desta técnica ser usada para roubar veículos de todas as marcas que usam chaves wireless RF... Aquelas marcas que nem sequer disponibilizaram uma opção de código PIN como "salvaguarda", ou que nem sequer permitem desactivar o acesso keyless entry se o utilizador não o quiser utilizar, ou que continuam a usar chaves facilmente clonadas. Será a regra 492 do manual "como criticar a Tesla por tudo e por nada"?

      Eliminar
    2. É o caso do meu carro que com um aparelho de 10€ o conseguem levar direitinho. Mas não estou nada a ignorar, nem tão pouco a dizer que os outros são melhores ou piores, apenas a dizer que, neste caso, os sitemas se segurança são uma treta e que é necessário fazer com que a Tesla melhore as coisas e não tentar desculpá-las. Falo da Tesla porque é da Tesla que se trata este artigo. Se fosse de um Ford diria exatamente o mesmo. Já agora, há dezenas (centenas?) de tentativas de roubo no youtube a sistemas sem chave (umas bem sucedidas e outras não), porque é que a notícia recaiu sobre um roubo da Tesla?

      Eliminar
    3. "..porque é que a notícia recaiu sobre um roubo da Tesla?"
      Está no título: "Roubo de Tesla Model S quase era evitado pelo cabo de carregamento"

      Há apenas que não ficar "encravado" na marca e ler de forma mais isenta (a situação caricata seria a mesma, indiferente de que marca fosse).

      Eliminar

[pub]