2018/11/06

Análise à Docking Station USB-C Icy Box IB-DK2301-C da Raidsonic


Recentemente, tivemos oportunidade de analisar uma Docking Station pensada para acompanhar o utilizador. Hoje, vamos analisar outra, concebida para ficar em casa.

Embora por vezes se queira uma docking station que possa acompanhar o portátil para todo o lado, outras vezes o que se quer é um sistema que fique permanentemente no local da instalação, quer seja em casa ou no trabalho. É precisamente esse o objectivo da Docking Station USB-C Icy Box IB-DK2301-C da Raidsonic.


A Docking Station USB-C Icy Box IB-DK2301-C




A caixa vem organizada em dois níveis, com a dock em primeiro plano e os acessórios por baixo desta.


Além da Dock, temos a documentação de referência, um cabo USB-C - USB-C e um verdadeiro "tijolo" para carregar a dock. Este carregador tem 135W de potência, permite efectuar um carregamento até 85W, podendo por isso dispensar a utilização da unidade que acompanhado o portátil.


Na frente, temos o botão de power, um LED de estado, saída de som para um jack de 3,5mm e uma porta USB 3 tipo A.



Na traseira, multiplicam-se as portas, commais 3 portas USB 3 tipo A, uma porta de rede Ethernet Gigabit, porta HDMI, ficha de alimentação e uma porta USB tipo C.

Em termos de ligações, esta docking station apresenta as seguintes especificações:
  • Power Delivery 2.0, transferência de  video/audio através do cabo USB-C
  • Carregamento até 85W via cabo USB-C
  • HDMI até 3840x2160@30Hz
  • USB 3.0 Tipo-A com velocidade de transferência até 5 Gbit/s
  • Porta RJ45 com wake-on-LAN
  • Carregador de 135W (20V@6.75A)



O carregador é grande, mas a docking station tem dimensões reduzidas. Com 92x96x33 mm, é muito semelhante às box multimedia Android. A maior preocupação será a gestão dos cabos, pois como se pode ver na imagem, facilmente se multiplicam.


Setup de teste



Para testar esta docking station utilizámos um portátil com carregamento através da porta USB-C, uma dock USB 3.0 com um SSD,  router TP LINK Archer AC3150 para ligação da porta de rede e um monitor Philips Brilliance 328P para ligação da porta HDMI.




Os testes foram efectuados com o portátil ligado à docking station e com esta ligada ao monitor Philips, com uma resolução 4K (ecrã estendido).




Apesar de permitir um carregamento até 85W, na sessão de testes, o portátil ficou-se pelos ~48W.


No teste da porta de rede, a cópia de um ficheiro com vários gigabytes atingiu uma velocidade média de 111MB/s, um valor bastante próximo do máximo teórico de uma ligação gigabit (125MB/s).



A cópia do mesmo ficheiro para o SSD instalado na dock ficou-se pelos 189MB/s, um acima do gigabit, mas que fica muito abaixo do máximo teórico que deveria ser possível atingir com o USB 3.0 e pelo SSD. 



Para esclarecer esta questão da baixa velocidade da porta USB 3.0, instalou-se o SSD numa caixa com um adaptador SATA-USB 3.0.


A velocidade de transferência passou para valores bem mais interessantes, na casa do 340MB/s.



No teste efectuado à docking station IB-DK4034-CPD, um dos nossos leitores levantou a questão da compatibilidade da dock com Linux. No portátil que estava a utilizar na altura não tinha uma distribuição linux instalada, pelo que tive de recorrer a uma pen USB. Aproveitei a instalação do elementaryOS (Loki) e verifiquei que funcionava tudo, excepto a porta HDMI.

Neste teste, optei por utilizar a mesma distribuição, se bem que numa versão mais actualizada (Juno). O facto de a porta HDMI continuar sem funcionar fez-me suspeitar que o problema poderia ser outro. Depois de várias tentativas e experiências, cheguei à conclusão que afinal era uma incompatibilidade com o cabo HDMI que estava a utilizar. Com outro cabo, a porta HDMI (tal como as restantes interfaces) funcionaram sem qualquer problema.

Embora a docking station tenha funcionado sem problemas no Linux, importa referir que a marca não suporta oficialmente este sistema operativo.


Apreciação final


Numa altura em que a capacidade de processamento dos portáteis já se aproxima dos desktop, é cada vez mais comum a opção pela portabilidade. Esta última tem os seus constrangimentos, pois o emagrecimento dos ultrabooks é muitas vezes feito à custa da remoção da portas para ligação de periféricos. Esta Docking Station Icy Box IB-DK2301-C da Raidsonic é uma boa opção para quem tem um portátil como ferramenta de trabalho. Permite usufruir de um conjunto alargado de ligações, que possibilita a utilização de periféricos como um rato e teclado, ligação a um monitor 4K e disponibiliza ainda uma porta de rede, para os locais onde o WiFi não está disponível.

Tem como grande aliciante, o facto de permitir o carregamento do portátil, dispensando por isso que o utilizador se faça acompanhar do carregador para esse efeito.

O preço (140€ na Amazon DE) poderá parecer elevado, mas está em linha com o que é pedido por um produto com este tipo de funcionalidades (estando até abaixo do valor praticado por outras marcas). Pelas razões acima expostas, é merecedor de um distinto Escaldante.



Docking Station Icy Box IB-DK2301-C


Escaldante


Prós

  • Número de portas disponíveis
  • Qualidade de construção
  • Carregador incluído

Contras

  • HDMI limitado a 30Hz
  • Não tem leitor de cartões SD



Docking Station Icy Box IB-DK2301-C da Raidsonic

Escaldante (5/5)

2 comentários:

  1. Penso que queriam dizer elementaryOS e não EssentialOS

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. As vezes que alterei a designação e mesmo assim, saiu mal!

      Quando o cérebro não quer...

      Eliminar

[pub]