2018/11/01

O misterioso caso dos iPhones avariados perto de uma maquina de MRI


Um estranho caso de uma série de iPhones avariados num hospital deu origem a uma investigação que revelou que os smartphones da Apple não gostam de hélio.

O caso teve início com a instalação de uma máquina de MRI, que teve como efeito secundário misterioso fazer com que uma série de iPhones e Apple Watches deixassem de funcionar nas instalações. O caso era intrigante porque outros smartphones Android continuavam a funcionar sem problemas, assim como um iPhone 5 - só os iPhone 6 e mais recentes pareciam ser afectados.

Depois de alguma investigação veio-se a descobrir que afinal havia uma fuga de hélio, usado para manter as temperaturas ultra-reduzidas na máquina MRI, e que os equipamentos da Apple são particularmente susceptíveis a este gás.

A origem do problema está no componente usado para marcar a frequência nos iPhones e Apple Watches dos últimos anos. Todos estes dispositivos precisam de um "oscilador" que sirva para criar a frequência de funcionamento - habitualmente denominado de "cristal", por normalmente conter um cristal de quartzo, tal como nos relógios digitais. Mas nos últimos anos, para poupar no volume ocupado e no consumo energético, a Apple adoptou um oscilador MEMS, o mesmo tipo de componente que permite aos acelerómetros detectarem movimento, e que pode ser considerada uma máquina em escala ultra-reduzida. Uma escala tão reduzida que os seus movimentos podem "encravar" se houver infiltração de certo tipo de gases... como o hélio.


Um teste rápido confirmou os suspeitas: colocando-se um iPhone num saco cheio de hélio, o iPhone simplesmente encravou ao fim de 8 minutos. Tendo surgido críticas que referiam que o ambiente nas instalações não teriam a mesma concentração de hélio, um segundo teste com muito menos concentração continuou a resultar num iPhone encravado, mas tendo demorado 12 minutos.


Esta é uma situação que até é usada pela Apple como exemplo do tipo de ambientes a que os iPhones não devem ser expostos. Nas informações de segurança é referido que: "Expor o iPhone a ambiente com grande concentração de químicos industriais, incluindo gases líquidos em evaporação como hélio, podem danificar ou afectar o funcionamento do iPhone."

A recomendação da Apple para iPhones afectados por isto passa por deixar descarregar completamente a bateria e esperar uma semana, para dar tempo para que o hélio se dissipe, antes de tentarem recarregar o iPhone novamente e verificar se recuperou todas as funcionalidades.


P.S. E com isto, descobre-se mais uma vertente de ataque para quem quiser bloquear o acesso a iPhones... basta levar uma botija com a justificação de que vão encher balões para crianças... e depois largar o gás até que se comecem a ouvir as reclamações dos iPhones encravados.


Actualização: vídeo alternativo.

8 comentários:

  1. "... basta levar uma botija com a justificação de que vão encher balões para crianças... e depois largar o gás até que se comecem a ouvir as reclamações dos iPhones encravados."

    Há quem não aperte a parafusada toda.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Custa assim tanto identificar sarcasmo?

      Eliminar
    2. O sarcasmo é uma "feature" que segundo os rumores só sai com a próxima versão do IOS. Nessa altura o sarcasmo irá ser uma experiência visual e cognitiva como nunca outro sistema operativo de um telemóvel permitiu antes! Basicamente a Humanidade está à espera que a Apple invente e patenteie o sarcasmo!

      Eliminar
    3. É óbvio que eu estava a admitir que há gente para tudo, até para executar o que o Carlos Martins tinha imaginado! Claro que tinha percebido que o Carlos Martins estava a ser sarcástico.

      Recapitulando:

      - A Apple adverte: "Expor o iPhone a ambiente com grande concentração de químicos industriais, incluindo gases líquidos em evaporação como hélio, podem danificar ou afectar o funcionamento do iPhone."
      - Há um maduro que, lendo isso, vai fazer o teste: mete um iPhone num saco cheio de hélio que parou ao fim de 8 minutos.
      - O que o Carlos Martins, sarcasticamente diz é que um Apple hater, quando souber isso , vai começar rebentar balões de hélio para ver se encrava iPhones :)

      Eliminar
    4. Há sempre gente para tudo, há muitas décadas atrás lembro -me de quem punha o nome do telemóvel com um carácter "estranho" que bloqueava os Nokia que tivessem Bluetooth ligado mas proximidades... Não seria o tipo de coisa exclusivo de iPhones ou Androids.

      Eliminar
  2. Basicamente ninguém tem mais nada para fazer?

    ResponderEliminar
  3. Já se sabe que não há sentido de humor na internet.

    ResponderEliminar

[pub]