2018/12/24

Utilizador da Amazon recebeu gravações de voz do Echo de um estranho


Um utilizador alemão decidiu dar uso aos direitos de acesso aos seus dados, pedindo à Amazon que lhe enviasse tudo o que tinha sobre si... e nem queria acreditar naquilo que recebeu, e que continua milhares de gravações pertencentes a outro utilizador.

A maioria dos utilizadores europeus continua a encarar o RGPD/GDPR como mais um empecilho que os obriga a clicar em ainda mais popups ao visitarem um site, mas há quem esteja a tirar partido desses direitos. Neste caso, um utilizador alemão pediu à Amazon todos os dados que tivesse sobre si, e ficou surpreendido ao ver que lá pelo meio se encontravam 1700 transcrições e gravações de áudio feitas através de um Amazon Echo - o que desde logo se revelava bastante suspeito, pois ele não tem nenhum Echo.

Depois de uma investigação realizada pela revista C't alemã ter identificado o utilizador "espiado" (o que serve para demonstrar o quanto este tipo de gravações revela sobre qualquer pessoa), o mesmo confessou não saber que as suas gravações tinham sido enviadas para outra pessoa, não tendo recebido qualquer indicação por parte da Amazon; algo que tecnicamente viola desde logo o RGPD.

A Amazon diz que este infeliz incidente se deveu a um erro humano, o que não será indicador de grande confiança para os utilizadores. Como é que algo que deveria ser completamente automatizado (pedido dos dados do próprio utilizador) está a passar pelas mãos de um qualquer funcionário, que ainda por cima terá acesso implícito às gravações de qualquer utilizador? Esperemos que a Amazon esclareça rapidamente este incidente e faça as devidas rectificações... ou então, que seja veja o RGPD a começar a mostrar que não é para brincadeiras, e que as empresas têm mesmo que começar a levar a protecção dos dados dos utilizadores a sério.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]