2019/02/12

DJI melhora zonas de interdição de voo em redor de aeroportos


Um drone a voar em áreas próximas de um aeroporto pode causar graves perturbações, motivo que levou a DJI a melhorar o seu sistema de alerta e interdição de voo em redor dessas áreas.

Há muito que os drones da DJI contam com sistemas que impedem o voo em zonas restritas, mas até ao momento essas zonas de "geofencing" eram definidas como sendo apenas uma área circular envolvendo o local em causa. Agora, a DJI implementou um sistema bastante mais evoluído - o GEO 2.0 - que permite criar zonas de formato mais complexo, em espaço tridimensional.

Para os aeroportos, isto permite definir zonas mais alongadas que acompanham a orientação da pista, e que permitem definir também os próprios corredores aéreos, de aproximação e descolagem.


O sistema permite também diferenciar entre diferentes graus de risco para diferentes aeroportos, sendo que um aeroporto de baixo risco poderá limitar-se a apresentar um alerta, mas um de alto-risco começar a dar alertas num raio de 6 km e impedindo o voo num raio de 4 km.

A actualização para o GEO 2.0 chegará à Europa ainda este mês, bastando aos clientes actualizarem a app DJI GO 4 e o firmware dos seus drones assim que ficarem disponíveis. Com esta actualização as áreas de restrição de voo passam a englobar 32 países Europeus.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]