2019/02/17

Facebook aposta no enquadramento para atrair utilizadores para os seus Portal


Os recentes escândalos de abuso dos dados dos clientes por parte do Facebook poderiam fazer pensar que ninguém aceitaria ter uma câmara sua dentro de casa, mas o FB está a aposta no enquadramento para conquistar clientes.

Neste caso não se trata de um enquadramento figurado, mas sim de um enquadramento literal, da imagem apresentada quando se utiliza um dos Facebooks Portal para fazer videochamadas. Enquanto empresas como a Google têm optado por não incluir câmaras nos seus smart screens para evitar preocupações com a potencial suspeita de potencial "espionagem" (mas com isso perdendo a muito útil funcionalidade de permitir fazer videochamadas), o Facebook apostou a sério nessa vertente - já que, para além das videochamadas, os seus Portal não oferecem ainda vantagens verdadeiramente interessantes.

Só que nas videochamadas, o Facebook investiu a sério, criando um sistema de inteligência artificial para tratar do enquadramento dos utilizadores.

Quer isto dizer que, ao contrário de outros sistemas onde nos temos que manter em frente à câmara, ou até outros mais avançados que fazem o seguimento do rosto, os Portal do Facebook são capazes de inteligentemente analisar o que estão a ver, e enquadrarem a pessoa independentemente de onde estiverem (dentro do seu campo visual, obviamente) e tendo usado por base todo o conhecimento cinematográfico de Hollywood.



O Facebook diz que o efeito deste sistema (cujo cálculo é feito localmente no equipamento), é permitir videochamadas que fluem de forma muito mais natural, e que se tornam radicalmente diferente das habituais - em que se tem que estar continuamente num sítio, ou a segurar num smartphone com a mão a seguir-nos para onde vamos.

Até podem ter razão... mas parece-me que continuará a ser um pouco complicado convencer muitos utilizadores a comprarem e instalarem uma câmara do Facebook dentro de suas casas. (Se fosse gratuita... aí até admito que milhões correriam para as apanhar...)

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]