2019/03/29

Pixel 3a "económico" vai custar €450


A Google já percebeu que precisa de um smartphone Pixel mais económico, mas infelizmente o Pixel 3a que está prestes a chegar poderá não ser ainda suficientemente económico para a maioria dos utilizadores, tendo um preço base de 450 euros.

Há muito que circulam rumores de que a Google estaria a preparar um Pixel 3 "lite", que nas últimas semanas se traduziu num quase garantido Pixel 3a e 3a XL com especificações que se se acreditam ser bastante acertadas - modelos de 5.6" e 6", Snapdragon 670 ou 710, 4GB+64GB, câmaras de 12MP e 8MP, e às quais agora se junta o preço a começar nos 450 euros.

Infelizmente, é um preço que já se suspeitava (tendo em conta que o Pixel 3 normal começa nos 649 euros), não se esperando que a Google fosse lançar um modelo Pixel verdadeiramente económico. Pelo que, mesmo com este Pixel 3a, o mais provável é que a Google não vá sentir grande impacto no reduzido volume de vendas. Isto porque a habitual clientela dos Pixel são pessoas que realmente querem um Pixel por tudo aquilo que ele proporciona. Quem não estiver disposto a isso e apenas valorizar a experiência Android, já pode recorrer a muitos outros modelos com Android One no mercado, com preços e características bem mais atractivas - e isto sem entrar em outras considerações, como o Pocophone F1.

... É este o resultado (que já era bastante previsível) da decisão da Google acabar com a linha Nexus e apostar nos Pixel.

12 comentários:

  1. Muito caros para aquilo que oferecem...o Mi A3 será semelhante e custará menos de 300€...

    ResponderEliminar
  2. Pois é verdade, mas a Xiaomi só tem feito asneiras nas actualizações dos Android one, eu tenho 1 e desde Dezembro do ano passado com a actualização para o Pie são só bugs, hoje recebi mais uma actualização com o Patch de março e embora tenham corrigido alguns bugs como a cor do ecrã, a banda 20 ainda não foi desta, como consequência em muitos lugares não consigo fazer chamadas, também a velocidade do wi-fi foi afectado com o pie e isso também não foi corrigido, embora aqui as limitações sejam só ao nível da velocidade, o Bluetooth também foi afectado e nada de correção.

    Resumindo o equipamento é muito bom, as actualizações têm sido feitas, mas com muito ma qualidade, a Xiaomi precisa urgentemente rever os seus padrões no que ao software diz respeito, hoje uso o meu equipamento com muitas limitações e não é por culpa do hardware.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. mas que bugs? é que tenho um A2 e tenho literalmente zero problemas no Pie...

      Eliminar
    2. Inês, estão todos documentados no XDA , falta da banda 20 , problemas com as cores do ecrã ( resolvido com o Patch de março) , problema de Bluetooth, wi-fi , estes são os mais graves.

      Eliminar
    3. ✅ Problema do ecrã: resolvido de um mês para o outro (ou seja, de um update para o outro)
      ✅ Opção 4G desaparecer: resolvido em 10 dias com um update novo - e só afeta quem anda constantemente a limitar o telemóvel a 3G e a repor o 4G

      Wifi: não sei do que falas
      Bluetooth: também não sei de nada

      Eliminar
    4. These days Xiaomi is in the spotlight mainly because of the 4G LTE bug that afflicted Mi A1 after the 10.0.2.0 Pie update.
      Despite users reported the bug after installing 10.0.2.0, Xiaomi didn't payed attention to that and released another bugged update, 10.0.3.0.

      Many users tried to downgrade Pie to Oreo, with the result of a bootloop just a second after the boot animation loading, and now everyone thinks that is due to the anti-rollback protection (ARB), recently enabled in MIUI smartphones like Redmi Note 5.

      I'm here just to say that it seems that anti-rollback is not the cause of the bootloop, as it was not enabled on our Mi A1!
      The bootloop is caused by changes made by Pie updates to "EFS" partition, same (wrong?) changes that disabled LTE bands (originals: 1/3/4/5/7/8/20/38/40 - after Pie 1/3/5/40/41)

      Eliminar
    5. E não está resolvido ao fim de 3 meses, a velocidade do wi-fi foi seriamente afectada com o Pie, agora a minha velocidade não passa dos 130/140 de download, com o Oreo 8.1 estava nos 260/280 MB o Bluetooth está a causar a alguns auscultadores falhas na transmissão de áudio e no meu caso com auscultadores da marca Xiaomi e tudo isto aconteceu depois do update para o Pie e ainda não está resolvido, não consigo fazer chamadas em minha casa, portanto para quem não tinha notado bugs, tens de rever o teu testemunho.

      Eliminar
    6. Bem, uso bluetooth diáriamente. Por isso revejo o meu testemunho fácilmente. o Wifi, nem sei, mas posso testar. Claro que onde alguns têm problemas, outro não vão ter. Sempre foi assim, mas n faz de todo o equipamento e dos updates serem maus como se quer pintar.

      Na sua grande generalidade, funcionam perfeitamente.

      Eliminar
    7. Repara que não sou contra a Xiaomi, tenho da marca nem sei quantos equipamentos, na generalidade satisfeito, mas não poder fazer chamadas, não é um pequeno detalhe num smartphone é ultrajante, muitas vezes tenho de ligar para a minha mãe por wi-fi, muito mau Xiaomi.

      Eliminar
  3. Há conta destas limitações do meu equipamento vou comprar o pixel 4, mas não é porque sinta necessidade por parte do hardware de o fazer, mas por culpa do software, mais equipamentos da Xiaomi com Android one não comprarei mais a não ser que hajam grandes alterações qualitativas nos programadores desta plataforma, parece que a Xiaomi não liga muito ao Android One, se assim for, o melhor seria saírem de cena para não estragarem a pintura toda, os recursos da Xiaomi vão todos para o desenvolvimento da MIUI.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se vais pelo software, pode ser que tenhas uma surpresa e não das boas...actualmente o melhor software num Android é da Oneplus...

      Eliminar
    2. Pode até ser, mas a minha escolha recaiu no pixel.

      Eliminar

[pub]