2019/04/17

Apple e Qualcomm fazem as pazes


Contrariando um relato recente que dizia que o conflito entre Apple e Qualcomm era demasiado agreste para ser resolvido fora dos tribunais, chega a notícia que ambas as empresas terão chegado a acordo e posto um ponto final em todos os processos que decorriam a nível mundial.

A guerra entra Apple e Qualcomm já se arrastava há anos, com ambas as empresas a recorrerem a todas as tácticas possíveis (a Qualcomm chegou mesmo a tentar impedir a importação de iPhones para os EUA). Um acordo entre ambas era algo inesperado, já que depois da Qualcomm ter dito que estava confiante de que estavam perto de um acordo, em Novembro passado, Tim Cook veio dizer que a Apple não estava a fazer negociações.. Pois bem, afinal parece que estava.

Embora não sejam conhecidos todos os detalhes deste acordo entre Apple e Qualcomm, sabe-se que isto significará o fim de todas os hostilidades a nível mundial, e que a Apple irá manter a Qualcomm como fornecedora durante um mínimo de seis anos, com mais dois anos em opção, a par de um pagamento inicial (não especificado). Um resultado que fez as acções da Qualcomm dispararem para o melhor valor deste século, e que também abre as portas a que a Apple volte a ter caminho livre para criar um iPhone 5G já no próximo ano.

No entanto, nem todos ficarão contente com este acordo. A Intel não demorou a anunciar que, com a Apple fora da lista de clientes, nem sequer irá desenvolver os chips 5G que estava a preparar para os futuros iPhones e cujo desenvolvimento parecia não estar a correr tão bem quanto a Apple desejaria - factor que também poderá ter contribuído para que a Apple ficasse mais receptiva a chegar a acordo com a Qualcomm.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]