2019/04/28

Apple remove apps de monitorização de uso de apps da App Store


A Apple voltou a demonstrar o controlo absoluto que mantém sobre a App Store, voltando a remover uma série de apps que permitiam monitorizar o tempo passado em cada app - agora que ela própria passou a fazê-lo através do Screen Time.

Demorou quase uma década para que a Apple adicionasse o iOS a capacidade de monitorizar o tempo que se passa em cada app e criar alertas, mas isso nem seria um problema se, no processo, a Apple não decidisse também usar a sua posição privilegiada para remover uma série de apps que ofereciam funcionalidade idêntica, e também de controlo parental, da App Store.

É certo que nas regras da App Store a Apple se reserva o direito de poder remover apps que ofereçam funcionalidades "repetidas" a coisas do sistema; mas não deixa de se poder consider um completo abuso quando essas apps já estavam presentes, muito antes da Apple decidir replicá-las, e depois - ainda por cima - fazê-las desaparecer por completo.

Ainda por cima é uma decisão que chega numa altura que não poderá ser a melhor para a Apple, já que a Apple enfrenta várias queixas de abuso de posição dominante na Europa (tanto o Spotify como a Kaspersky, assim como outras empresas, têm processos em curso). Veremos se esta posição de "fazer o que bem entender" na App Store não irá acabar por obrigar a Apple a abrir mão da exclusividade que tem de decidiu que apps podem chegar, ou não, aos seus iPhones e iPads.

3 comentários:

  1. Razões e motivos completamente diferentes no artigo do AADM em comparação com o artigo do MacRumors.

    https://www.macrumors.com/2019/04/27/schiller-screen-time-crackdown-mdm/

    "Apple has long supported providing apps on the App Store, that work like our ScreenTime feature, to help parents manage their children’s access to technology and we will continue to encourage development of these apps. There are many great apps for parents on the App Store, like “Moment - Balance Screen Time” by Moment Health and “Verizon Smart Family” by Verizon Wireless. However, over the last year we became aware that some parental management apps were using a technology called Mobile Device Management or “MDM” and installing an MDM Profile as a method to limit and control use of these devices. MDM is a technology that gives one party access to and control over many devices, it was meant to be used by a company on it’s own mobile devices as a management tool, where that company has a right to all of the data and use of the devices. The MDM technology is not intended to enable a developer to have access to and control over consumers’ data and devices, but the apps we removed from the store did just that. "

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Curioso, no meio de tanto controlo e verificações antes de permitir a publicação de uma app na app Store, como é se justifica que tenham demorado um ano a detectar esta situação?
      Ou será que só agora é que passou a ser um problema e antes não o era?

      Eliminar
    2. Também pertinente, em relação às "explicações" da Apple:
      https://medium.com/@ourpactapp/there-used-to-be-an-app-for-that-41344f61fb6f

      Eliminar

[pub]