2019/04/19

Google Arts&Culture expande projecto Open Heritage


Para celebrar o dia Internacional dos Monumentos e Sítios, a Google anunciou a expansão do seu projecto Open Heritage, que pretende preservar e facilitar o acesso ao património mundial espalhado pelo globo.

No dia Internacional dos Monumentos e Sítios, o Google Arts&Culture anunciou a expansão do projecto Open Heritage acrescentando à plataforma novas histórias de património em perigo espalhado pelo mundo. Em conjunto com o CyArk, Historic Environment Scotland e a University of South Florida, o Google Arts & Culture passa a exibir 30 novos locais de 13 países, incluindo o Memorial de Thomas Jefferson nos Estados Unidos, a Catedral da Cidade do México, o Templo de Apollo na Grécia e o Túmulo Imperial de Tu Duc no Vietname.


Esta nova fase surge na sequência do lançamento inicial do projecto no passado mês de Setembro de 2018. Em parceria com o especialista de preservação digital CyArk, a Google lançou o seu projeto de preservação global disponibilizando informação em 3D e acesso online único a 27 locais em todo o mundo considerados património mundial, incluindo Chichen Itza no México, Palácio de Azm na Síria, a Porta de Brandenburgo na Alemanha ou Waitangi na Nova Zelândia.

O projecto “Open Heritage” representa uma forma inteiramente nova para mostrar e interagir com o maior arquivo de dados sobre património mundial em 3D. O Google Arts & Culture utilizou também os dados recolhidos para criar uma experiência virtual sobre a antiga cidade de Bagan em Myanmar.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]