2019/05/01

Empresa chinesa desespera com os Tesla - faz queixa pública nos painéis em Times Square


Uma empresa chinesa de transportes estilo Uber está desesperada com a taxa de avarias na frota de Teslas que comprou e com a falta de resposta da marca, o que a levou a fazer uma queixa pública nos painéis publicitários de Times Square.

Ninguém gosta de ter um problema num carro novo, mas no caso da empresa chinesa Shenma Zhuanche os seus problemas com os Tesla foram ainda mais chatos. Diz a empresa que mais de 20% dos 278 Teslas comprados acabaram por revelar problemas electro-mecânicos. Adicionalmente, diz que o serviço de assistência da Tesla é completamente ineficaz, tendo demorado uma média de 45 dias para resolverem cada problema - um prazo exagerado que provocou prejuízos de quase 1 milhão de dólares devido aos veículos inoperacionais.


Embora os automóveis da Tesla possam ter muitas coisas boas, os relatos de problemas a nível da qualidade dos acabamentos tem sido um ponto de contestação, e queixas como estas não vêm ajudar nessa reputação.

Que um carro possa ter problemas, disso ninguém está livre - não faltando relatos de carros novos de outras marcas que também resultam em pesadelos (pessoalmente, conheço pessoas com Audis novos cujo motor rebentou a correia de distribuição, BMWs que precisaram de trocar a coluna da direcção ao fim de uma semana após saírem do stand, entre outros). Portanto, embora o desejável fosse não haver problemas, no caso de tal acontecer, o que importa é que a empresa consiga resolvê-lo o mais rapidamente possível.

... Não me parece que ninguém gostasse de ter um carro que tivesse que ficar parado por um mês e meio de cada vez que tivesse um problema. Portanto, e falando de Portugal, espero que a Tesla não se esteja a esquecer da componente da assistência, agora que se vão multiplicando os Model 3 nas estradas nacionais.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]