2019/05/27

Tesla começou a "limitar" os Model 3 de 35 mil dólares


A Tesla tem feito todos os possíveis para não vender o seu Model 3 mais económico - o prometido modelo de 35 mil dólares - em vez disse empurrando os clientes para os modelos standard, mas começou finalmente a aplicar as limitações por software aos clientes que o compraram.

Embora inicialmente estivessem previstas algumas alterações "físicas" nesta variante mais barata do Model 3, até ao momento a Tesla tem optado por vender um Model 3 Standard Range Plus com todas as limitações a serem implementadas apenas por software: autonomia limitada, sem streaming de música, sem informação de trânsito em tempo real na navegação, e até sem possibilidade de dar uso aos bancos aquecidos.

A questão é que até agora a Tesla ainda não tinha implementado estas limitações, pelo que quem tivesse comprado um destes modelos continuava a ter acesso a tudo - coisa que agora está a chegar ao fim, com as ditas limitações a começarem a mostrar aos condutores aquilo que "perderam".

A táctica poderá até nem ter sido tão acidental quanto isso. Dar a estes clientes uma amostra daquilo que poderão ter na versão normal e depois retirar-lhes isso será uma forma bastante mais eficiente de os deixar com vontade de pagarem extra para desbloquear essas funções do que nunca lhes ter mostrado o que estavam a perder. Ainda assim, quem tiver optado pela variante de 35 mil dólares face à de quase 40 mil dólares, já estará consciencializado dessas limitações... Mas, não deixa de ser uma boa táctica da Tesla, que não lhe representa nenhum custo adicional e poderá resultar nuns "upgrades" para a versão que preferem que os clientes escolham.

10 comentários:

  1. É este tipo de coisa que incentiva tentativas de desbloqueio "artesanais" e que podem comprometer a segurança de um veículo que é em tudo dependente de software

    ResponderEliminar
  2. E este tipo de coisas que nunca me fará comprar um Tesla (não falando, sequer dos defeitos de acabamentos...).
    A seu tempo, as outras marcas premium terão propostas iguais ou melhores e o pioneirismo da tesla, ficando na história, claro, adormecerá à sombra da fama adquirida.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Mas há que estar consciente de que isto já é feito, desde há muito, por todas as marcas automóveis. Lembro-me que há mais de uma década, num Volvo topo de gama, havia N opções que vinham bloqueadas - e o mesmo é prática comum nos BMWs, Mercedes, Audi, etc (quando mais electrónica e software têm, mais é o caso).
      Lembro-me da situação ridícula dos Smart, que mesmo tendo caixa automática, nos modelos base tinhas que meter as mudanças "manualmente", a não ser que pagasses a opção para isso ser feito automaticamente. :)

      A Tesla está longe de poder ser diferenciada, neste tipo de coisa, face aos restantes. Pode ser diferenciada é por, a nível do software, estar anos à frente de todas as restantes marcas - e de manter os seus carros actualizados gratuitamente (vê quanto é que uma marca normal te cobra apenas para actualizar o mapa do sistema de navegação ao fim de alguns anos - e já nem falo de corrigirem bugs ou problemas de segurança.)

      Eliminar
    2. Confirmo. São todas as marcas, umas mais que outras, claro.
      Por ex. a BMW já conseguiu crachar o software do meu caro umas 3 vezes... apresentando multiplas "avarias", imputando-me má utilização!!! Lol. (Quero acreditar que se deve ao facto de ser importado, (novo)). Mas como eu tenho mau feitio...
      As marcas agem impunemente, e só no acto da compra é que são só sorrisos...

      Eliminar
    3. ALC pouca coerência na sua atitude. Se é uma prática corrente não faz sentido excluir a Tesla da sua lista de compras.

      Eliminar
  3. A Tesla veio dar o empurrão que faltava para a mudança do setor automóvel.
    Uns mais atentos outros menos, mas todos temos noção do aquecimento global e suas implicações, não é só o fim de espécies animais nos pólos, mas vários milhões de pessoas que podem em 4 décadas ficar desalojadas ao ver costas marítimas completamente submersas, as repercussões económicas nesse campo a nível de oferta de habitação e seus custos e tão ou mais grave a possível mudança ou interferência nos campos magnéticos terrestre que pode prejudicar toda a comunicação e navegações por satélite, além do aumento de radiações e suas consequências ao nível da pele e alergias cada x mais comuns.
    É necessário mudar o paradigma da mobilidade ou então eu não espero ver pelos meus olhos mas acredito que quem tenha filhos adolescentes momento eles viverão em um planeta angustiante aquando daki a 4 décadas.
    Não sou ambientalista radical, mas vejo por mim e pelos meus o que a evolução e condições climáticas nos deram, desde alergias a nós e alergias, bronquite asmática, pele atopica a 2 das 3 filhas. Não se trata unicamente de genética adquirida mas sim da qualidade do ar e radiações presentes que favorecem nas novas gerações.

    ResponderEliminar
  4. Faz lembrar o defunto conceito de "shareware" onde obtinhamos uma cópia plenamente funcional de determinado programa informático, mas, após 30 dias de uso, caso não pagássemos o valor pedido pelo programador, o programa passava a ficar limitado em algumas das suas funcionalidades.

    Até que aparecesse um "crack" que voltava a colocar tudo como 'desejado'.

    Portanto, também me parece que, mais cedo ou mais tarde, alguém terá a capacidade para dar a volta ao sistema desses automóveis, uma vez que tudo não passa de limitações de software, não é?

    Depois, surgirá o conceito de "open-source electric car" e aí sim, a humanidade terá direito a dizer que algo está a ser feito em prol do planeta e do ambiente. ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há uma grande comunidade de hacking nos Teslas, e não me parece complicado que essas coisas sejam feitas. O problema é que neste caso temos um carro que está sujeito a constantes actualizações (e com ligação directa à Tesla)... e por isso não deverá ser fácil que qualquer crack se mantenha (caso se deseje manter o acesso às actualizações).
      Mas, à medida que forem surgindo mais Teslas, é inevitável que a gama de opções de hacking cresça.

      Eliminar
  5. Bizarro, a funcionalidade está lá, você já pagou e tudo que impede dela funcionar é o software.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Ele não pagou por essas funcionalidade...por isso delas deixarem de funcionar!

      Eliminar

[pub]