2019/06/29

9 milhões de pessoas jogam Candy Crush entre 3 a 6 horas por dia


Se acham que os 40 minutos por dia que passam a jogar Candy Crush é excessivo, dêem-se por felizes por não fazerem parte dos 9.2 milhões de pessoas que o jogam entre 3 a 6 horas por dia.

Em resposta a um comité que investiga os jogos viciantes, um dos executivos da King revelou que existem 9.2 milhões de utilizadores que passam entre 3 a 6 horas por dia a jogar Candy Crush Saga, e 432 mil que passam mais de 6 horas por dia a jogar. No entanto, referiu que não considera que isso demonstre que se trate de um jogo viciante, já que representa menos de 4% do total de 270 milhões de jogadores.

Mesmo casos excepcionais, como o de um jogador que gastou mais de 2000 euros no jogo num único, têm que ser devidamente analisados e enquadrados. Neste caso, foi um jogador que tirou partido de uma promoção bastante vantajosa que decorria, tendo aproveitado os créditos acumulados ao longo de 7 meses (e posteriormente tendo gasto cerca de mais 1000 euros em compras para outros períodos prolongados). Até o tempo gasto no jogo tem que ser também enquadrado: se não será saudável ter um jovem ou adulto a jogar Candy Crush 6 horas por dia, que dizer se se tratar de um sénior sem nada melhor para fazer?

Em resposta à responsabilidade que deveriam sentir para identificarem casos de jogadores viciados e a gastarem dinheiro excessivo, o representante da King disse que no passado já tinham tentado enviar emails sempre que os jogadores gastavam mais de $250, mas que a reacção foi bastante negativa, com os jogadores a considerarem isso uma intromissão na forma como gastam o seu dinheiro. Ainda assim, possibilitam que os jogadores peçam o bloqueio do acesso ao jogo, algo que no Reino Unido só foi feito por um jogador nos últimos 18 meses.



Os relatórios que tanto o iOS (Screen Time) e Android (Digital Wellbeing) passaram a dar a nível do tempo que se passa no smartphone e em que apps torna-se bastante útil para determinar potenciais excessos mesmo que não sejam aparentes. Quando vejo um relatório a dizer que estou perto de chegar às 4 horas por dia de utilização do smartphone, acho que é indicador de que é preciso um pouco de moderação - e já me dou por feliz quando consigo uma semana com utilização abaixo das 3 horas diárias.

2 comentários:

  1. Não é propriamente situação que me admire muito. Há muitas pessoas que por diversas razões ocupam o seu tempo livre com jogos seja de telemóvel seja de pc ou consolas. O que é mais complicado de explicar são aqueles(as) que passam o tempo de expediente nos empregos agarrados aos telemóveis com jogos, "facebooks" e afins e depois ainda se queixam!

    ResponderEliminar
  2. mais vale jogar candy crush do que ver a porcaria do futebol português

    ResponderEliminar

[pub]