2019/06/13

Análise ao Shuttle XPC DH370 mini PC


A Shuttle há muito que tem tradição no segmento dos PCs compactos, e um dos seus mais recentes modelos - o Shuttle XPC DH370 - torna-se num sério candidato para quem procurar um computador cuja potência ou capacidades sejam limitadas pelo seu tamanho, incluindo a capacidade de suportar até três monitores.


O Shuttle XPC DH370



Embora não se possa dizer que a Shuttle seja uma marca muito popular, também está longe de ser uma desconhecida no mundo dos PCs. Desde o início do século que os seus XPC Cube eram modelos predilectos de quem procurava alternativas aos "caixotes" dos PCs - e eu próprio ainda mantinha um velhinho XPC Cube, com quase 15 anos, a funcionar com Linux (e só o reformando devido ao consumo de energia excessivo para o manter como máquina sempre ligada).


XPC DH370, como seria de esperar, é algo completamente diferente. Com tamanho ainda mais compacto (190x165x43mm), suporta CPUs Intel com socket LGA1151v2 - significando que pode ir até um potente Core i9 se for necessário (com TDP máximo de 65W). Suporta ainda até 32GB de RAM (dois módulos SO-DIMM DDR4), saídas independentes HDMI + 2x DisplayPort, cartões SDXC, dual LAN Gigabit (Intel),  4x USB 3.1 Gen1 e 4x USB 3.1 Gen2, 1x slot M.2 2280, 1x slot M.2 2230, portas RS232 / RS422 / RS485, e ainda um disco SATA de 2.5". De notar que estamos a falar de um sistema barebone, pelo que CPU, RAM, discos / SSDs, etc. fica por conta de cada um. Quem desejar WiFi terá que recorrer a um módulo M.2 ou usar um adaptador USB externo.


No caso deste XPC DH370 que nos foi gentilmente cedido pela Shuttle, vinha equipado com um Intel Core i5-8400, 8GB de RAM, e um SSD M.2 Samsung 970 EVO Plus de 250GB. Mas, como referido, o nível de desempenho poderá ser ajustado em função das necessidades, de um económico Celeron a um Core i7.

Por motivos óbvios, a fonte de alimentação é externa, com potência de 90W (19V @ 4.74A).

[Um Shuttle XPC de outros tempos, com mais de uma década de funcionamento em cima! :]


Em utilização



As potencialidades de um mini-PC deste tipo, com volume bastante reduzido (podemos fixá-lo na traseira de um monitor ou televisor, usando a furação VESA e uns adaptadores incluídos) mas que permite a utilização de CPUs relativamente potentes são imensas, mas há uma aplicação que imediatamente salta à vista: a utilização em funções onde seja necessário ter até três monitores ou televisores com resoluções até 4K.

Utilizar um mini-PC com um monitor, ou até com dois, é algo relativamente comum. Mas se quisermos utilizar três monitores, as opções reduzem-se drasticamente, e é aí que este Shuttle XPC DH370 se destaca. Este PC não tem dificuldade em lidar com conteúdos 4K (e HDR), e de, no limite, alimentar três monitores simultaneamente a 3840x2160 e a 60Hz. No entanto, há algumas limitações, leia-se: não esperem reproduzir três vídeos 4K diferentes a 60fps, em cada um dos monitores. Aí começarão a surgir "engasganços". Mas, se se tratarem de vídeos com resolução e frequência inferior, pode ser possível. Já no caso de apresentar informação semi-estática, ou fotografias em slideshow, obviamente não haverá qualquer problema (por exemplo, para quem quiser encher três monitores 4K com informação da bolsa, câmbios, dashboards ou as últimas notícias das redes sociais).


Para poder lidar com os CPUs mais potentes, a Shuttle aplicou neste XPC um ventilador de baixo perfil com duas ventoinhas. As ventoinhas não são muito ruidosas, particularmente com o sistema com pouca carga de utilização, mas é um factor a ter em conta caso o pretendam utilizar como PC media-center na sala de estar. Será sempre possível posicioná-lo num local onde o seu som seja "abafado", devido ao seu tamanho reduzido - sendo que a Shuttle também disponibiliza um cabo de extensão (opcional) para o podermos ligar com facilidade nesses casos - é ainda possível utilizar um jumper interno para o deixar numa configuração "always-on".


Apreciação final



É difícil não ficar fascinado com este XPC DH370. O seu tamanho diminuto vem demonstrar-nos que não precisamos de um "caixote gigante" para ter um PC com capacidades idênticas a qualquer outro PC - que pode ir da gama económica à gama média-alta. A título de referência, na configuração indicada, bastam cerca de 6 segundos para que se passe do carregar no botão de power a estar no ambiente de trabalho do Windows 10, pronto a funcionar. É bastante agradável poder utilizar o Chrome ou qualquer outro programa mais pesado, e fazê-lo sem qualquer lentidão que se associaria a um "computador pequeno" - e como vantagem adicional, estamos perante uma máquina que gasta apenas 10W em operação, tornando-o numa excelente escolha para quem deseja ter um PC sempre ligado (obviamente, o consumo irá depender dos programas que desejarem correr a tempo inteiro).

A capacidade para o ligarmos até três monitores independentes torna-o numa escolha clara para efeitos de kiosks multimedia, apresentação de informação, pontos de venda, sector educativo, etc. e para isso contribui também a existência das portas série "à moda antiga", ainda bastante comuns para diversos periféricos. A existência de duas portas de rede gigabit também lhe permitem actuar como servidor / firewall, embora se possa dizer que será um desperdício utilizá-lo apenas para essa função.

O Shuttle XPC DH370 tem um preço base oficial de 300 euros, mas já pode ser encontrado na Amazon e noutras lojas online por cerca de 260 euros. Sai daqui com um escaldante.


Shuttle XPC DH370
Escaldante


Prós

  • Volume reduzido
  • Suporte para 3 monitores 4K
  • Suporte para CPUs até Intel Core i9


Contras

  • Módulo WiFi M.2 opcional
  • Ruído dificulta utilização como HTPC



Galeria de fotos








Shuttle XPC DH370 mini PC

Escaldante (5/5)

4 comentários:

  1. Respostas
    1. É a que estiver integrada no CPU que escolheres.

      Eliminar
    2. Portanto sem possibilidade de ter placa gráfica dedicada, ok.

      Eliminar
    3. Num mini-PC deste volume seria sempre impossível. (Quando muito, se tivesse Thunderbolt 3, ainda se podia considerar uma numa caixa externa - mas isso iria contra o objectivo de ter um PC ultra-compacto :)

      Eliminar

[pub]