2019/06/28

Produtos da Semana

A nossa rubrica de Produtos da Semana agrupa uma lista de produtos e notícias que vamos compilando ao longo da semana e que achamos que será do interesse geral.

MOZA Mini S: um estabilizador de 3-eixos para smartphone



A Gudsen Technology, líder internacional em sistemas de estabilização de alta precisão para filmagens, apresentou o novo estabilizador dobrável para smartphones: o MOZA MINI-S. Um estabilizador de 3 eixos ao alcance de toda a gente.

O MOZA MINI-S tem um peso de 260g e um tamanho compacto. Graças ao facto de ser extremamente dobrável cabe em qualquer equipamento de mão. Basta ligar o smartphone ao MOZA Mini S e o programa ajusta o algoritmo para que os três eixos se equilibrem sem intervenção do utilizador. Muitas das funções incluídas no MOZA Mini S foram concebidas para facilitar e simplificar a filmagem. Com o premir de um único botão, pode-se activar o zoom ou o foco e mostrar a pré-visualização. Com o comando do estabilizador é possível controlar a câmara a partir do smartphone. Desta forma é fácil mudar o modo de gravação, quer seja retrato ou paisagem, de maneira fluída e sem interromper o trabalho. O MOZA Mini S suporta vários modos de filmagem muito interessantes, como por exemplo time-lapse, hyper-lapse, câmara lenta, inception, modo vertigem, modo desporto e muito mais. É muito fácil personalizar um modo de filmagem e criar vídeos estáveis, equilibrados e com um estilo próprio. Permite escolher entre diferentes modos de seguimento, dependendo se o objecto é rápido ou lento e manter o foco fixo e dentro da área de gravação. Emulando o ângulo da Torre de Pisa, os 10 graus de inclinação permitem maior conforto na altura de suster o estabilizador durante períodos mais prolongados e elimina a preocupação de que o Mini S caia das mãos. O MOZA MINI S funciona através da aplicação para smartphones MOZA Genie App. Esta App coloca à disposição do utilizador funções cinematográficas profissionais. Juntamente com os botões multifuncionais do estabilizador, a aplicação permite que o utilizador controle o foco, zoom, mude o EV, reveja as fotografias ou crie vídeos com estilo, como por exemplo em time-lapse.

O Moza Mini S tem um preço de venda recomendado de 99 euros e já está disponível.


Novo monitor 4K da AOC para profissionais



A AOC, marca especializada em ecrãs, anunciou o mais novo membro da sua série 90, voltada para profissionais.

A resolução Ultra HD ou simplesmente 4K (3840x2160 pixels) vem para substituir os actuais monitores desta série de 1080p (Full HD) e 1440p (Quad HD). O U2790PQU é um monitor que será especialmente apreciado por criadores de conteúdo, editores de vídeo, artistas digitais, mas também pessoas que trabalham com o Excel e outras aplicações densas de informações. A nitidez extra e os detalhes vívidos graças à resolução 4K, juntamente com a precisão de cor e a profundidade de cor de 10 bits do painel IPS do U2790PQU são uma combinação perfeita para o tipo de trabalho feito por profissionais nessas áreas. Todos os monitores da série AOC 90 vêm com um único evento prata / bronze, diferenciando-se dos monitores directos pretos ou cinza, e o U2790PQU continua desta forma. O tamanho do painel de 27" (68,6 cm) combinado com o design quase sem margens torna o ecrã maior, simultaneamente oferece uma sensação compacta e ocupando pouco espaço nas mesas. Muitos profissionais e prosumers gastam uma quantidade significativa de tempo a usar os seus monitores todos os dias e a AOC apresenta as soluções perfeitas para tornar este tempo o mais confortável possível. O suporte ergonómico pode ser ajustado em altura (em 130 mm) e pode ser girado (-45 ° / + 45 °) e inclinado (-3,5 ° / + 19,5 °) também. Para utilizadores que trabalham principalmente com conteúdo vertical, o modo de articulação do monitor também permite a orientação de retrato. Além disso, o U2790PQU utiliza o modo Low Blue Light, que reduz a luz azul de alto comprimento de onda de energia e que contribui para a saúde dos olhos. Os utilizadores têm diversas opções para ligar o U2790PQU a fontes de exibição, graças a uma porta HDMI 2.0, uma porta HDMI 1.4 e uma DisplayPort 1.2, além de aproveitar a flexibilidade do hub USB 3.0 de 2 portas integrado. Para emitir áudio também, os utilizadores podem utilizar os dois alto-falantes embutidos de 2W ou usar a saída de fones de ouvido integrada.

O U2790PQU estará disponível em Julho por cerca de 349 euros.


Canon com novos projectores portáteis de alta-luminosidade



A Canon Europa anunciou hoje a expansão da sua gama de projectores portáteis, com o lançamento de três novos modelos baseados em lâmpada de alta luminosidade e manutenção reduzida – o LV-WU360, LV-WX370 e LV-X350.

Com um peso de 3.3kg ou menos, a nova gama de projectores da Canon é altamente portátil para suportar as necessidades dos profissionais de educação e vendas que precisam regularmente de deslocar os equipamentos. Estes modelos leves e potentes produzem entre 3500 e 3700 lúmenes de luminosidade para imagens vívidas em qualquer tipo de iluminação. Ao utilizar três painéis LCD, o LV-WU360, LV-WX370 e LV-X350 produzem cores 10-bit reais e ricas, e pretos profundos para criar imagens detalhadas e eliminar a quebra de cores. Geralmente, os projectores LCD estão susceptíveis a imagens com grelhas, no entanto tanto o LV-WU360 e o LV-WX370 utilizam uma microbjectiva para aumentar o brilho da luz e tornar o surgimento das grelhas quase invisível. Adicionalmente, têm um alcance de projecção de 30" para 300", com capacidade para satisfazer as exigências tanto de pequenas como de grandes salas de reuniões. O LV-WU360, o LV-WX370 e o LV-X350 produzem todos um conjunto de resoluções entre WUXGA a 1920 x 1200, WXGA a 1280 x 800 e XGA a 1024 x 768, respectivamente, proporcionando uma solução para todas os orçamentos e infraestruturas TI. O LV-WU360 é o primeiro modelo portátil da Canon que oferece uma resolução WUXGA para imagens nítidas, texto mais claro e gráficos mais suaves para uma experiência visual imbatível. Oferece ainda uma vasta gama de opções de conectividade do terminal de controlo, incluindo LAN, dois tipos diferentes de USB e duas portas HDMI, os utilizadores podem demonstrar uma grande variedade de conteúdo incluindo apresentações, imagens e vídeo nestes modelos. Com as portas USB e uma interface do utilizador útil, o conteúdo pode ser projectado facilmente caso o computador não tenha um terminal de saída de vídeo ou de um dispositivo de memória sem ser necessário um computador, para uma configuração mais simples. A saída de áudio é agora possível directamente do projector, graças ao altifalante de 10w que significa que o som pode ser reproduzido sem ser necessário equipamento adicional. Para uma maior portabilidade, todos os três projectores têm uma função padrão de arrefecimento, rápida e imediata – permitindo que o projector se desligue instantaneamente e seja transportado para o próximo local.

Estes modelos garantem uma manutenção incrivelmente reduzida, graças à composição robusta do filtro e à longa duração da lâmpada de 20.000 horas, permitindo aos utilizadores a mesma durabilidade dos projectores laser numa fracção do custo. A gama utiliza também uma nova unidade de lâmpada, com um sistema melhorado para aumentar a eficiência da fonte de alimentação e reduzir o consumo de energia. Para maior tranquilidade, o LV-WU360, o LV-WX370 e o LV-X350 disponibilizam uma garantia "return-to-base" de três anos e uma promoção de substituição gratuita da lâmpada. Oferece até três lâmpadas gratuitas dentro de um período de três anos em caso de uma falha (necessário registo) para reduzir o período de inactividade e o custo total de propriedade.


Novos gira-discos Pro-Ject X-Line



Chama-se X-Line a nova família de produtos com a qual a austríaca Pro-Ject Audio Systems pretende renovar toda a sua gama média e alta de gira-discos.

Para criar os novos modelos, a empresa foi buscar inspiração às suas origens quando, em 1991, iniciou a actual revolução analógica ao lançar o gira-discos P1, considerado por muitos como o principal responsável pelo renovado interesse pelo vinilo. O Pro-ject 1 surgiu numa altura em que o CD reinava sem oposição no mundo da alta fidelidade e os gira-discos capazes de oferecer um som de qualidade custavam muito mais do que aquilo que os consumidores consideravam razoável. O P1 mudou tudo, ao oferecer ao mercado um gira-discos que fazia a conjugação, até então inaudita, do som high-end com um preço low budget. Agora, é a própria Pro-Ject que garante ter sido exatamente esse o critério por detrás dos novos modelos da X-Line, embora com uma fasquia de qualidade bastante mais alta: nada de funcionalidade supérfluas – que aumentam o preço e diminuem a qualidade do som – num equipamento estritamente manual, produzido com materiais de qualidade e que resultam num gira-discos de alta qualidade a um preço fantástico. Ou seja, o mesmo conceito do P1 original mas melhorado em todos os aspectos, graças ao know-how acumulado ao longo de quase 30 anos e da utilização de novos e mais modernos processos de fabrico. Os gira-discos X-line são declinados em duas sub-séries, X1 e X2, com a qual a Pro-ject irá ocupar as suas gamas média/média-alta. Em ambos os casos, a Pro-ject produziu máquinas com um desenho simples, elegante e depurado em que a única cedência às funcionalidades mais práticas é a presença de um controlo electrónico de mudança de velocidade (33/45/78 rpm), que evita qualquer manipulação do prato e/ou da correia do gira-discos. O X2 é uma versão mais substancial do X1, com um corpo em MDF maior e mais robusto, um prato acrílico mais pesado e outros detalhes de qualidade superior. Além disso, o X1 utiliza um braço de 8,6" em alumínio, enquanto o X2 conta com um braço de especificação superior, de 9", produzido em alumínio e fibra de carbono. Os acabamentos disponíveis incluem preto e branco "high gloss" (acabamento com 8 camadas de tinta) e nogueira polida à mão e envernizada. O X2 está ainda disponível num acabamento especial em preto acetinado.

Os gira-discos Pro-Ject X1 e X2 já estão disponíveis em Portugal, através da Supportview. O preço do X1 é de 699 euros, sem célula, ou de 799 euros com célula Pick It S2. O X2 custa 999 euros, sem célula, ou 1099 euros com célula Pick It 2M Silver.


ASUS apresenta novas motherboards AMD X570



Os processadores AMD’s de 1º e 2º Geração têm tido bastante sucesso tanto para utilizadores profissionais como para gamers de todo o mundo. Agora, a AMD está disponível com as CPUs Ryzen de 3º geração que unem a arquitetura Zen 2 com a conetividade da próxima geração PCI Express® 4.0 (PCIe), prometendo uma maior largura de banda e desempenho em comparação com as gerações anteriores. Esta gama continua focada em oferecer muitos núcleos de processamento, fazendo com que estres processadores necessitem de uma motherboard de qualidade. A ASUS está pronta para a ação com um conjunto de novos modelos baseados no mais recente chip X570.

As motherboards ROG Crosshair incluem os recursos mais avançados idealizados para os mais exigentes utilizadores, criando plataformas que ultrapassam limites. Nem todos os jogadores gostam dos caminhos mais fáceis até à meta e por isso a ASUS criou a gama Strix, mantendo o estilo original, desempenho e historial de overclocking, evitando extras que nem sempre são utilizados. Para a mais recente plataforma Ryzen, a ASUS apresenta motherboards ATX full size - a ROG Strix X570-E e a X570-F Gaming - juntamente com a Mini-ITX tiny terror na Strix X570-I Gaming.

Para a X570, a ASUS apresenta uma única motherboard com duas variantes: a TUF Gaming X570-PLUS e uma “gêmea” equipada com Wi-Fi. À primeira vista, são bastante semelhantes tal como as placas Prime. O VRM digital com os níveis de potência Dr. MOS e as bobines da TUF garantem que a CPU tem uma boa fonte de energia, limpa e estável, enquanto os condensadores TUF oferecem uma tolerância ao calor 20% assim da média. Os sistemas de refrigeração vêm com três chassis híbridos bem como um conector adicional para uma refrigeração AIO. A porta Gigabit Ethernet vem protegida pela TUF LANGuard, que ajuda proteger de picos de corrente e eletricidade estática..

Os novos processadores Ryzen da AMD são particularmente bons para a execução de tarefas pesadas, contudo os recursos que os jogos exigem e a iluminação diversificada não são as melhores opções para o escritório e para trabalhos que necessitam de um conjunto específico de características. A Pro WS X570-ACE une as novas CPUs e a sua conectividade PCIe 4.0 à RAM ECC com as especificidades de gestão a um preço bastante competitivo.

Se há uma motherboard na gama X570 que equilibra todas as possibilidades de funcionalidade e estética, é a Prime X570-PRO. Contem todas as características verdadeiramente importantes e usa uma estética única com um estilo mais universal do que os designs pensados para gaming. O look distinto atrai os entusiastas que preferem estilos mais modestos para construções otimizadas.

As motherboards ASUS X570 já estão disponíveis em Portugal com PVP recomendado a partir de 205 euros

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]