2019/06/24

Samsung critica Apple por não cumprir volume de compra de ecrãs OLED


A Samsung volta a mostrar a sua preocupação com o facto da Apple não estar a cumprir o volume de compra de ecrãs OLED para iPhones a que se tinha comprometido, e que poderá resultar no pagamento de multas por incumprimento de centenas de milhões de dólares.

A Apple tem insistido que os seus iPhones continuam a vender "melhor que nunca", mas novamente surgem relatos de que a Samsung não estará nada satisfeita com o volume de compras que a Apple se comprometeu a comprar. Para avançar com os ecrãs OLED nos iPhones - estreado no iPhone X, depois expandido ao iPhone XS e XS Plus - a Apple fez uma longa lista de requisitos à Samsung, exigindo linhas de produção dedicadas para estes ecrãs, tendo em troca avançando com um determinado volume de compras. Infelizmente, a linha de produção tem estado a funcionar a cerca de 50% da capacidade, e o panorama não melhorou com o lançamento dos mais recentes iPhones XS.

A Samsung está a equacionar a melhor forma de lidar com a situação, que poderá culminar com a aplicação das cláusulas por incumprimento das encomendas previamente acordadas, que poderão ascender a centenas de milhões de dólares - mas a Apple tem tentado negociar soluções alternativas, incluindo a promessa de encomendas de ecrãs OLED para futuros iPads e MacBooks.

Sabendo-se que a Apple tem estado activamente a procurar diversificar a gama de fornecedores de ecrãs OLED (LG Display e BOE), não se sabe até que ponto a Samsung estará receptiva e ir mantendo a boa vontade de acreditar em "promessas" da Apple, quando ao longo dos últimos anos nem sequer tem cumprido com as compras dos ecrãs dos iPhones. Mas, neste mundo dos negócios entre "amigos e rivais", tudo é possível e só o tempo dirá quem é que precisa mais de quem.

2 comentários:

  1. Tivessem incluído o painel OLED no XR...mas aquela cegueira de querem facturar...pode ser que lhes saia mais caro...

    ResponderEliminar
  2. É cada tiro...
    Ah, é verdade: afinal as baterias dos portáteis 2012/15 sempre tinham problemas. Só demorou estes anos todos a confirmar isso, perante o cliente... lol.

    ResponderEliminar

[pub]