2019/07/29

No More Ransom já poupou mais de €100 milhões em resgates


O No More Ransom está a celebrar o seu terceiro aniversário, e para além de continuar a ajudar as vítimas de ransomware, estima que já terá ajudado a evitar o pagamento de - pelo menos - 100 milhões de euros em resgates para recuperar dados.

O ransomware tornou-se numa das pragas digitais mais assustadoras do nosso tempo. Não há nada pior do que ligar o computador para nos depararmos com os todos os nossos dados, a nossa "vida" digital, inacessível por conta de uma qualquer encriptação que nos exige centenas ou milhares de euros para os voltarmos a ver. O No More Ransom foi criado há três anos, disponibilizando ferramentas que permitem recuperar esses dados para muitas variantes de ransomware.

Nesta altura o No More Ransom conta com 82 ferramentas que permite decifrar a informação de 109 tipos de ransomware diferente, e tem sido a "luz ao fundo do túnel" para muitos dos mais de três milhões de pessoas que já visitaram o site. Aliás, vários parceiros referem que estas estimativas são extremamente conservadoras, e que o valor realmente poupado deverá ser superior a 700 milhões de euros - mas que será difícil de comprovar, uma vez que a maioria das ferramentas disponibilizadas não envia dados sobre o trabalho feito.



Seja como for, o No More Ransom é a paragem obrigatória para quem for vítima de ransomware, sendo também preciso ter consciência (e paciência) de que muitas vezes as ferramentas para descodificar determinado ransomware podem demorar meses ou anos a surgirem. Por isso, importa não entrar em pânico e garantir que os dados encriptados são guardados em segurança mesmo que na altura pareça não existir uma solução para os recuperar. E idealmente... garantir que existem backups que permitam recuperar de um ataque de ransomware, antes que ele aconteça. Um disco externo de 2TB arranja-se por cerca de 60 euros, e pode evitar muitas dores de cabeça.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]