2019/07/07

Perigos do fogo de artifício


A propósito do 4 de Julho nos EUA, a comissão de protecção dos consumidores norte-americanos deixou alguns alertas relativamente ao uso de fogo-de-artifício.

Por cá não temos a tradição de lançar directamente fogo de artifício, mas estamos habituados a vê-lo com frequências nas festas populares nacionais. Dito isto, quem se sentir tentado a aventurar-se neste mundo deverá ter a consciência de que o fogo de artifício são engenhos explosivos que, com muita facilidade, podem ferir gravemente ou matar quem os manusear indevidamente.

E já agora, que tal acabarmos de vez com aqueles foguetes que se limitam a fazer barulho, e que algumas festas insistem em lançar às dúzias? Ao menos o fogo de artifício ainda dá um espectáculo interessante de se ver; mas algo destinado apenas a estourar tímpanos... qual a lógica disso? ;P



6 comentários:

  1. Tanto se fala da poluição, e de como isso afecta a saúde das pessoas e contribui para o Aquecimento Global.
    E no entanto não faltam festas em que se gastam fortunas enormes em fogo de artifício... Festas de fins de ano, de santos populares, etc.
    E pior ainda, não faltam pessoas interessadas em ver esse triste espectáculo, e ainda bem palmes pela saúde e dinheiro que lhes roubam com isso...

    ResponderEliminar
  2. Este comentário faz-me lembrar um que li há 2 ou 3 anos, estavamos em seca no alentejo e houve um evento que foi uma corrida patrocinada pela EDP que trouxe milhares de pessoas à cidade, a indignação de um senhor era o desperdicio de água (que tanta falta faz, mas nunca lhe faltou na torneira) nos banhos extra nesse dia devido aos corredores...
    A poluição desses foguetes e a sua contribuição para o aquecimento global deve ser para rir.

    ResponderEliminar
  3. Peço licença para contrariar, mas não concordo nada com a frase Por cá não temos a tradição de lançar directamente fogo de artifício. Ai temos, temos! No S. João do Porto, muitos milhares de pessoas lançaram diretamente fogo de artifício nas proximidades das suas casas, um pouco por toda a cidade. Aliás, todos os anos assim acontece.

    ResponderEliminar
  4. epa se nos estados unidos falam disso, acho que nós a 10.000km de distancia devemos fazer o mesmo

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Conhecendo pelo menos duas pessoas que infelizmente ficaram sem alguns dedos por causa de brincadeiras com fogo de artifício quando eram mais novas, acho que os alertas não se devem limitar em função de "quilómetros".

      Eliminar

[pub]