2019/08/25

Porsche Taycan aposta nos ecrãs por todo o lado


Para o bem e para o mal, a Porsche parece ter-se deixado seduzir pela Tesla a nível da instrumentação, apostando em força nos ecrãs e touchscreens para o seu primeiro automóvel 100% eléctrico: o Taycan.

Embora continuem a haver vozes críticas quanto à utilização de touchscreens (que obrigam a olhar para onde se vai tocar) em vez de controlos físicos (que se podem actuar meramente pelo tacto sem tirar os olhos da estrada), parece que a Porsche não teve receio de apostar tudo nesta tecnologia.

O Porsche Taycan virá com um mega ecrã de 16.8" ligeiramente curvo como painel principal de instrumentos - curiosamente, sem cobertura para lhe fazer sombra, em vez disso recorrendo a um tratamento polarizado que promete mantê-lo visível mesmo perante luz solar directa.


Mas este é apenas o primeiro de muitos. Ao centro teremos um ecrã de 10.9", que pode ser acompanhado por outro ecrã de 10.9" em frente ao passageiro, que poderá ser utilizado de forma independente.


E na consola central, teremos ainda um ecrã adicional de 8.4", este com feedback táctil (procurando com isso resolver parcialmente a questão da falta da sensação do toque), e que terá uma secção permanentemente reservada as controlos da climatização na parte superior, enquanto que a parte inferior poderá ser utilizada como trackpad para controlo de múltiplas funcionalidades. Se o orçamento não for limitado, os interessados poderão ainda optar por um quinto ecrã localizado nos lugares traseiros.

Por muito que eu seja fã dos touchscreens, não posso deixar de pensar no que acontecerá quando um destes ecrãs avariar, e com isso se deixar de poder controlar a temperatura do habitáculo, ou o estilo de condução etc. etc. Para não falar que, se a vontade era apostar nos ecrãs, então que também os tivessem utilizado em vez dos espelhos retrovisores tradicionais.

5 comentários:

  1. Eu sinceramente espero que o grupo VAG não siga essa vertente.
    Estar a cunduzir e ter que olhar para onde estou a carregar é uma má ideia.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Se há algum sitio em que os comandos de voz fazem sentido é nos carros. Também acho que os ecrãs táteis nos carros agravam o risco de acidente.

      Eliminar
    2. também espero que nunca tirem o jack de 3.5mm nos telemóveis...

      Eliminar
  2. E daqui a 7 ou 8 anos dizerem que está descontinuado e o ecrã não pode ser reparado. Já acontece com as smartvs, que vemos a suas apps a serem descontinuadas e ficarem dumbtvs de um dia para o outro...

    ResponderEliminar

[pub]