2019/09/21

Galaxy Fold risca com facilidade mas resiste a dobragens


O Samsung Galaxy Fold está finalmente a chegar ao mercado em versão revista, mas embora tenha durabilidade garantida nalguns aspectos, há outros que continuam a levantar múltiplas questões para os potenciais interessados.

Depois de um adiamento de última hora quando estava prestes a ser lançado, por se ter descoberto que o Galaxy Fold era facilmente susceptível à entrada de detritos na zona da dobradiça, a Samsung passou os últimos meses a trabalhar numa correcção de emergência que agora será novamente posta à prova. Da parte da Samsung, dizem que o problema foi resolvido - embora continuem a recomendar que se seja "gentil" ao usar o smartphone.



Mas, quando sujeito aos testes nada gentis do JerryRigEverything, descobrem-se vários pontos preocupantes: o ecrã não tem qualquer resistência aos riscos (até as simples unhas provocam riscos permanentes), e o sistema melhorado de protecção da dobradiça continua a deixar entrar pó e areia para o mecanismo. Pela positiva, a dobradiça em si tem resistência suficiente para aguentar abusos em caso de se tentar dobrar o Galaxy Fold em sentido contrário ao que devia.

... Mas, será que se justifica gastar 2000 euros para ter um smartphone que inevitavelmente ficará com o ecrã riscado ao fim de poucos dias de utilização, e que se arrisca a começar a "ranger" quando se infiltrar pó e lixo na dobradiça? Será o mercado a responder, muito em breve.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]