2019/09/02

Nokia lidera nas actualizações Android


O esforço feito pela HMD em se diferenciar dos demais fabricantes, disponibilizando actualizações para os seus smartphones Nokia a tempo e horas está a dar frutos, sendo a marca que actualmente lidera nessa vertente do mercado Android.

As actualizações de software e patches de segurança continuam a ser um dos pontos fracos do Android. O Project Treble da Google prometia uma revolução na distribuição das actualizações, mas os anos vão passando sem que se vejam melhorias significativas. Neste cenário sombrio temos, felizmente, algumas honrosas excepções, com marcas como a HMD / Nokia a destacarem-se das restantes. Num estudo agora publicado pela CounterPoint Research, a HMD lidera a nível das actualizações entre as restantes marcas que fazem parte do top 10 de vendas do último ano.

HMD tem 96% do portefólio de smartphones vendidos a correr Android 9 Pie



De acordo com o relatório, 96% dos smartphones Nokia vendidos entre o terceiro trimestre de 2018 e o segundo trimestre de 2019 já se encontram a correr Android 9 Pie. Em segundo lugar surge a Samsung com 89%, seguida da Xiaomi com 84% e a Huawei, com 82%. O top 10 é fechado com a Lenovo com 43%, Oppo com 35%, Vivo com 18%, LG com 16%, Alcatel com 14%, Tecno com 5%, ficando os restantes 15% a cargo das restantes marcas.

HMD é mais rápida a actualizar os seus smartphones


A HMD, além de ter a quase totalidade dos smartphones Nokia a correr Android 9 Pie, também o conseguiu de forma bastante mais célere que a concorrência. Ao fim de três meses, já 20% dos Nokia estavam actualizados, enquanto gigantes como a Samsung e a Huawei, ainda nem sequer o tinham. Só passados seis meses a Huawei chegou aos ~15%, a Samsung aos ~25% (ultrapassando a Xiaomi nos ~20%), isto quandos os Nokia já iam perto dos 40%. Aos 9 meses, a Huawei aproximava-se dos ~20%, a Xiaomi dos ~30%, a Samsung dos ~40% e a Nokia atingia os ~80% dos smartphones a correr Android 9 Pie. Passado um ano, enquanto a Huawei se ficava pelos ~40% e a Samsung pelos ~50% (ultrapassada pela Xiaomi nos ~60%), a HMD fazia subir os seus Nokia para os 96%.

A outra face da moeda

São dados que mostram a superioridade da HMD no campo das actualizações do Android. Devem contudo ser analisados com algum cuidado, pois neste estudo não entram nomes como a Sony e até mesmo a OnePlus, que também têm feito grandes esforços a nível da disponibilização de actualizações do Android. Há ainda que contar com o facto de apenas estarem a ser contabilizados os smartphones vendidos, sem consideração pelas centenas de milhões de smartphones já no mercado.

Perante este cenário, é mais que certo termos a Apple a espetar umas farpas na Google aquando da apresentação dos novos iPhone. Não sendo algo bonito de se ver, é contudo o retrato desta triste realidade, com a Google a os fabricantes Android a não serem capazes (ou não se mostrarem interessados) em reverter este cenário.

7 comentários:

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. É fundamental sim. A não ser que queiras arriscar que, ao estilo do que acontece nos filmes, baste visitar um qualquer site, ou receber uma mensagem, ou até alguém passar por perto, para poder ter total controlo sobre o smartphone (instalar spyware, roubar-te os dados, fotos, passwords, emails, e tudo o mais que por lá tiveres.)

      E como vimos recentemente, nem sequer os iPhones são imunes a isso.

      As actualizações são importantes em qualquer dispositivo. No entanto, isso não impede que se deva criticar quando as actualizações forem intrusivas (demoradas, obrigando a reboots, etc.) - ainda mais sabendo-se que, precisamente por serem indispensáveis, deveria haver o cuidado de as disponibilizar de forma "transparente" para os utilizadores.
      (Por exemplo, há anos que em Linux até é possível fazer actualizações do próprio kernel sem reboot - ver o Ksplice, entre outros.)

      Eliminar
    2. Não me leve a mal mas isso é o que dá ver muitos filmes. Não estou a por em causa que isso possa ou não acontecer. Tenho a certeza que sim e até deve haver muita gente a tentar isso. Eu acho que as pessoas preocupam-se hoje em dia com coisas tão fúteis que acabam por não dar importância a coisas que realmente fazem o ser Humano "ser"! Para pessoas que lidam com a tecnologia diariamente e não estou a falar de ir ao "face" e ver "instas" e vídeos pode ser importante. Mas deixem-me dizer que tenho pena que pensem assim quando a vida é tanto mais do que isso...

      Eliminar
    3. O problema é que tem sido demonstrado, repetidamente, que afinal não acontece só nos filmes. E, pior ainda, tem sido usado precisamente para impedir que muitos ser Humanos possam "ser" (as falhas do iOS estavam a ser utilizadas para perseguir uma minoria étnica na China).

      Infelizmente, é a coisa que a História tem demonstrado ser recorrente: as pessoas só se preocupam com certas questões quando acabam por lhes bater à porta; não se preocupando com todos os indicadores que se vão acumulando ao longo do tempo e que os fariam prever.

      Não é questão de querer ser alarmista, é apenas questão de ser conveniente fazer com que todos estejam consciencializados para os riscos (para além dos benefícios) que as ferramentas digitais possibilitam. Estando-se informado, depois passa a ser uma opção que cada um pode tomar em consciência... e não por desconhecimento ou ignorância.

      Eliminar
    4. Como lhe disse não pus em causa se isso acontece ou não e lá está se acontece e pegando no exemplo que deu de perseguir uma minoria étnica acrescento que se "as pessoas só se preocupam com certas questões quando acabam por lhes bater à porta" o "ser" aqui poderia indicar que talvez e em forma de protesto ou luta contra o que a China faz pudesse também o Carlos pegar no "banner" de empresas chinesas e outros demais links de produtos chineses e deixar de os expor aqui. E quem sabe dedicar um ou mais "posts" por exemplo no seu outro blogue dos Velhotes dos Marretas a expor também não só essa situação mas também o que se passa com os atuais protestos em Hong Kong... Knock Knock!

      Eu creio que para muitas coisas da vida e também da tecnologia tem de haver coerência. Acho exagerado a importância que se dá às actualizações dos telemóveis e sistemas operativos em detrimento de outras características, mas isso sou eu é apenas um reflexo da minha opinião.

      Mas de certeza concordamos que a China já manda nisto tudo e fazem o que querem e as actualizações não devem ter sido a causa principal para tal.

      Eliminar
    5. Com bem referiste, há canais para tudo. Aqui discutimos tecnologia, e nesse aspecto as actualizações são essenciais- e infelizmente, já muitas vezes o tópico acaba por se prolongar para as questões políticas, nas quais preferia não entrar.

      Mas não é por nos focarmos num aspecto aqui, que deixam de existir outros, ou que exista uma infinidade de situações preocupantes com a sociedade - tal como felizmente haverá muitas que nos dão esperança de que ainda há coisas boas neste mundo.

      Falar de umas não invalida as outras, nem as promove ou as tenta fazer esquecer. :)

      Eliminar

[pub]