2019/10/23

Google demonstra "supremacia quântica"


A aposta da Google na computação quântica parece estar a dar frutos, com a empresa a dizer que conseguiu mais uma demonstração clara desta tecnologia, ao calcular em 200 segundos algo que no mais rápido computador actual demoraria mais de 10 mil anos a fazer.

Esta demonstração continua a ser algo esotérica para a maioria das pessoas, consistindo no cálculo de números verdadeiramente aleatórios. Algo que é matematicamente bem mais difícil de fazer do que se pensa - mas que não será tão popular quanto algo do estilo de quebrar uma qualquer cifra considerada impossível de quebrar com o hardware actual, ou de permitir um novo sistema de compressão ultra eficiente que supere tudo o que se conheça.

Ainda assim, representa um marco importante no avanço da computação quântica e que faz antever que caminhos se possam seguir para o futuro; sempre com a noção de que se trata de um paradigma completamente diferente do da computação tradicional, e que seguramente continuará a ser de compreensão difícil - pelo menos até que uma destas demonstrações demonstre algo com aplicações práticas mais próximas de actividades que nos afectem directamente no dia a dia..


4 comentários:

  1. Se conseguirem usar essa tecnologia nos PC normais será uma revolução completa talvez em poucas décadas. É possível. Os primeiros computadores também ocupavam uma sala enorme e agora um simples processador de telemóvel tem um desempenho enorme.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Para aquilo que fazemos no dia a dia, a computação convencional é mais adequada.

      Eliminar
    2. Para uma pessoa que usa apenas para ler notícias e redes sociais Sim chega, para isso até basta usar o telemóvel, mas para tarefas pesadas não é verdade. Basta um jogo recente para deixar qualquer computador tremer. Mas o ponto mais importante é para trabalho. Por exemplo eu uso programas de engenharia que demoram vários dias a calcular. Seria ótimo poder fazê-lo instantaneamente.

      Eliminar

[pub]