2019/10/08

Google obriga gestos de navegação standard no Android 10


A Google quer certificar-se que a experiência de utilização do Android 10 se mantém minimamente uniforme, e vai obrigar os parceiros a "esconderem" os seus sistemas de navegação por gestos, dando prioridade ao oficial.

Os parceiros que quiserem contar com a certificação da Google para os seus Android terão que utilizar forçosamente os sistemas de navegação do Android 10, quer sejam os botões tradicionais ou o novo sistema de navegação por gestos. No caso de terem os seus próprios sistemas de navegação por gestos, estes terão que ser relegados para o menu das definições, não podendo sequer ser apresentados ou sugeridos durante o processo de configuração inicial.

Se por um lado se pode perceber o desejo da Google em uniformizar a forma de interagir com o Android 10, há também que relembrar que a própria Google tem tido um trajecto conturbado na implementação dos gestos de navegação no Android. Isso é perfeitamente demonstrado pelo facto do anterior sistema de gestos do Android 9 ser agora "proibido" no Android 10 com esta nova regra.

Além disto, a Google tem também novos requisitos, como um sistema de "wellbeing" e controlo parental (quer seja o seu ou outro alternativo implementado pelos parceiros), e uma lista actualizada de apps "obrigatórias" para todos os Android, a não ser que não seja possível por motivos legais nos países em questão: Google Play Store, Google Search, Chrome Browser, Google Drive, Gmail, Google Duo, Google Maps, Google Play Music (prestes a substituído pelo YouTube Music), Google Photos, Google Play Movies, YouTube.

O Android Auto também passa a ser obrigatório; e também há exigência de que os dispositivos com USB-C sejam compatíveis com Power Delivery. Por último, todos os novos dispositivos Android certificados após Janeiro de 2020 terão obrigatoriamente que ter Android 10.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]