2019/11/27

Alertas Cell Broadcast com maior precisão via GPS


Enquanto por cá se vai insistindo nos SMS como forma de enviar alertas à população, noutros países vai-se melhorando o Cell Broadcast para ter ainda mais precisão no envio de alertas localizados.

O Cell Broadcast foi criado com o propósito de fazer chegar uma mensagem a todos os dispositivos numa determinada área, de forma eficiente e imediata - mesmo que não tenham cartão SIM - sendo por isso a ferramenta ideal para transmitir alertas e mensagens urgentes (em oposição, usar SMS para esse efeito é bastante mais moroso e complexo, e pode congestionar a rede durante horas). Mas, pode haver situações em que sejam necessários alertas ainda mais localizados, e isso já está a ser considerado.

Já se está a testar a combinação dos alertas via Cell Broadcast com a localização GPS dos equipamentos, de modo a fazer chegar alertas apenas aos dispositivos que estão dentro da área afectada, com uma precisão de poucos metros.



Com isto, evita-se alarmar pessoas que possam estar na mesma célula mas a quilómetros de distância, e para as quais não faria sentido receberem esse alerta (uma única célula pode cobrir uma área com dezenas de quilómetros de diâmetro).





Continua a ser muito estranho que por cá se ignorem todos os (bons) exemplos onde o Cell Broadcast já está implementado ou em vias de implementação, e se continue a insistir na técnica completamente desadequada de utilizar os SMS para os alertas da protecção civil. Esperemos que não venha a ser necessária uma nova tragédia para demonstrar como esse sistema é desajustado! (Em França houve um incêndio recente que trouxe este assunto para a praça pública.)

5 comentários:

  1. Como é evidente para que isto funcione corretamente é necessário que cada um de nós tenha a partilha de localização ativa.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Isto não tem nada a ver com partilha de localização... o dispositivo recebe uma mensagem, vê se está dentro das coordenadas, mostra ou não mostra a mensagem. Só isso.
      Como foi dito, o smartphone nem precisa ter cartão SIM, nem ligação à net, etc.

      Eliminar
    2. Peço imensa desculpa, não tinha de fato percebido a notícia, obrigado pela correção.

      Eliminar
  2. Isto tem centenas de usos, que até faz confusão, mas como é um serviço sem qualquer custo, por cá não interessa... Estranhamente a Protecção Civil enquanto entidade responsavel pelo socorro, deveria ter acesso a este uso, em vez de andar a enviar sms... Mas pronto, estamos em Portugal...

    ResponderEliminar
  3. Para funcionar o GPS teria de estar activo, tendo em conta que consome energia que se farta é natural que muitos o tenham desligado... será que o activa? Se sim, os abusos poderão ser um problema.
    Anda existe o problema de o "Cell Broadcast" apesar de mais seguro que o SMS não é ainda uma especificação que garanta uma segurança a sério da origem da mensagem... as MENSAGENS podem ser FALSAS... deveria ser desenvolvida em formato "RFC" e ter em conta uma autenticação forte que garanta no mínimo que veio mesmo do operador, que por sua vez deve ter uma autenticação forte para garantir que quem lhe envia tais mensagens para divulgar é de facto quem diz ser (com cartões smartcard e outras soluções parece algo fácil de conseguir de forma bastante segura).

    ResponderEliminar

[pub]