2019/11/09

Smart TVs Samsung mais antigas perdem Netflix em Dezembro


Há mais uma série de pessoas que vai perder a conveniência de poder aceder à Netflix directamente nas suas Smart TVs, com o fim do suporte para TVs Samsung mais antigas em Dezembro.

A questão das actualizações que vai demonstrando a fragilidade dos sistemas digitais a longo prazo (o fim do do suporte para apps de 32 bits no iOS fechou a porta a incontáveis apps, que não se podem correr nos iPhones mais modernos) e as Smart TVs são também exemplo disso. À medida que os anos passam também elas vão sendo esquecidas, perdendo acesso a apps como o YouTube, Skype e outras, e agora é a vez da Netflix.

A 2 de Dezembro a Netflix deixará de funcionar em Smart TVs da Samsung do início da década, assim como boxes Roku de primeira geração, e também Smart TVs da Vizio com mais de quatro anos.

A situação torna-se mais preocupante no caso dos televisores com quatro ou cinco anos; mas ainda assim não desculpa a situação mesmo para os modelos com quase uma década. Ao contrário dos smartphones, onde se pode "aceitar" a imposição de ir actualizando para um novo modelo a cada dois ou três anos, nos televisores estamos a falar de produtos que se irão manter durante muito mais tempo, e é ridículo vê-los ficarem esquecidos e sem acesso aos serviços.

É certo que se pode desenrascar a situação com uma box externa... mas, também elas inevitavelmente acabarão por sofrer do mesmo mal (como aconteceu agora com as box Roku de primeira geração).

1 comentário:

  1. Duas questões que imediatamente me são colocadas ao ler esta notícia, primeiro é vergonhoso que a Samsung e companhia não atualizem os seus equipamentos, mas também é vergonhoso o argumento da Netflix que vai tirar o suporte porque esses equipamentos visados não dão a possibilidade de fazer auto replay, a Netflix sempre teve uma atitude muito agressiva em relação às permissões de visualização, mas sempre com o intuito do valor do fee a pagar pelos fabricantes, mas agora esta nova atitude é completamente incompreensível, eles não estão sozinhos, cada vez há mais plataformas de streaming e não sei se com todas estas restrições eles na verdade não vão perder subscritores, eu se fosse atingido por estas medidas cortaria a subscrição não recorreria a um plano B .

    ResponderEliminar

[pub]