2019/11/25

Stadia tem baixa latência mas não cumpre com a qualidade de imagem


A plataforma de jogos via streaming Stadia da Google está a começar com bastante problemas, e está desde já a ser criticada por não cumprir com a qualidade visual que tinha prometido - felizmente, no campo da latência as coisas parecem estar bem encaminhadas.

O Stadia da Google prometida uma qualidade de imagem idêntica à qualidade 4K com máximo detalhe que se pudesse ter num PC topo de gama, mas infelizmente - nesta fase - isso é algo que não está a ser cumprido. A Google tem-se desculpado, dizendo que isso é algo que os criadores dos jogos terão que afinar, para tirar o máximo partido das potencialidades do Stadia (há jogos que já vão preparando funcionalidades que dizem que não seriam possíveis em qualquer PC ou consola actual), e é bem provável que seja verdade... mas por agora, a qualidade de imagem está longe de estar ao nível 4K num PC topo de gama.


Mas, talvez mais importante, é que parece ficar desde já demonstrado que outros argumentos técnicos do Stadia estão a aguentar-se bastante bem, nomeadamente no que diz respeito ao elemento crítico da latência.

O tempo de reacção do Stadia num jogo como o Red Dead Redemption 2 é de 385 ms, apenas 30ms mais que o jogo num PC a 60fps com triple buffering e, mais impressionante ainda, 50ms mais rápido que o jogo numa Xbox One X!


Penso que este será um aspecto bastante mais importante do que o da qualidade gráfica, que como a Google refere, é algo que poderá ser melhorado pelos estúdios ao longo do tempo assim que se forem adaptando à ideia de não estarem limitado a um hardware "físico" como o de um PC ou consola.

De qualquer forma, o ponto mais crítico será saber se o mercado está pronto a embarcar na ideia de ter que pagar uma mensalidade pelo acesso a um máquina de jogos virtual.

3 comentários:

  1. Literalmente o único exemplo em que é mais rápido, mas que na realidade não é mais rápido porque não corre à mesma resolução que a Xbox x por isso esse resultado não é verdadeiro. Em todos os exemplos aumenta em média 50ms de latência com as mesmas configurações. Não queiras enganar os leitores

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é enganar. É mostrar a potencialidade do serviço. Conseguir ser mais rápido que uma consola local é algo inesperado, e mesmo os 50ms a mais nos outros casos é um resultado bastante bom.

      Claro que, sendo streaming, há que ter também em conta que vai depender da qualidade da ligação... e esse vai ser outro teste interessante para se ver ao longo dos próximos meses, especialmente quando chegar a versão gratuita.

      Eliminar
  2. Esta é uma tecnologia recente e um serviço recente. O objetivo e as suas vantagens são inegáveis. Um utilizador poder jogar em qualquer ecrã, ter os seus jogos sempre disponíveis a arrancar, com qualidade topo de gama por uns 150€ anuais. Manter um pc decente atualizado é muito mais dispendioso do que isso.
    Só faltará juntar uns descontos nos jogos e será perfeito.
    Quando estiver tudo a funcionar em condições, quando a lista de jogos crescer, não vejo razão para esta aventura da google não ser bem sucedida.

    ResponderEliminar

[pub]