2019/12/01

A voz dos Cylons de Battlestar Galactica


Na década de 80 havia uma série que semanalmente nos obrigava a sentar em frente ao televisor: a Battlestar Galactica, e com ela chegaram algumas das vozes mais inconfundíveis e ficaram gravadas na memórias de várias gerações... as vozes dos reluzentes Cylons.

Bem diferente da Galactica recriada neste século, a série Battlestar Galactica era bem mais simples e apelativa para o público dos anos 80; e com ela chegavam alguns dos mais icónicos vilões robóticos de todos os tempos, os Cylons. A voz dos Cylons era tão marcante quanto o seu aspecto visual, e temos um fã dos efeitos com vocoders e sintetizadores que se lançou numa louca aventura de revisitar o processo de criação da voz dos Cylons tal como era feito na altura.

Hoje em dia, este é um efeito que poderia ser facilmente recriado por uma app num smartphone. Mas no final da década de 70, quando a série foi criada (embora só tenha chegado até nós em 1982 e 83), as coisas eram bem mais complicadas, obrigando a uma série de equipamentos, muita fita magnética, e também sorte - o facto de se tratarem de sistemas analógicos faziam com que facilmente os parâmetros variassem de dia para dia, havendo pequenos ajustes que podiam ter consequências bastante diferentes no efeito final - e isso faz-se sentir ao longo da série, com o efeito a variar de episódio para episódio.

Uma verdadeira viagem de nostalgia sonora, recomendada para todos os fãs da série... e do som.











3 comentários:

  1. Mais marcante que a voz dos Cylons em Battlestar Galactica, foi para mim a voz do Soaron (não confundir com Sauron) da série Captain Power and The Soldiers of the future. Esta série teve muito menos notoriedade que a Galactica, até porque era dirigida a um público mais jovem, mas era muito mais inovadora.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Sim, mas já era a um "mundo de distância" em termos de efeitos (CGI). :)

      Eliminar

[pub]