2019/12/11

Novo Apple Mac Pro já disponível - dos 6 aos 62 mil euros


Bem a tempo da época de Natal, a Apple já abriu as encomendas do novo Mac Pro, o seu mais potente computador até à data... e com preços a condizer.

O novo Mac Pro chega com uma caixa com um design que tem sido apelidado de "ralador de queijo", e que na versão base inclui um CPU Intel Xeon W 8‑core a 3.5 GHz (Turbo Boost até 4.0 GHz), 32GB (4x8GB) de memória ECC DDR4, GPU Radeon Pro 580X com 8GB de memória GDDR5, SSD de 256GB, Magic Mouse 2 e Magic Keyboard com teclado numérico. Isto por um preço de 6599 euros, que facilmente pode disparar para valores estratosféricos à medida que se vai optando por hardware melhorado. Saltar para o melhor CPU representa adicionar mais de 8000 euros, e quem quiser maximizar a memória para os 1.5TB terá que somar 30 mil euros só para a RAM!

Levado ao extremo, numa configuração "full-extras" com todo o hardware no máximo, estamos a olhar para um valor de 62.675 euros(!) - que praticamente dá para comprar um Tesla Model 3 Long Range! :)


Olhando-se para o valor total, até quase ficamos tentados a considerar que cobrar 480 euros por 4 rodas para a caixa até parece uma pechincha!

E claro, é preciso não esquecer que ainda não estamos a considerar o preço do monitor que a Apple criou para acompanhar este novo Mac Pro. O Pro Display XDR custa 5599 ou 6599 euros dependendo do vidro escolhido (e atenção que só podem usar o pano de limpeza fornecido pela Apple), e será preciso adicionar 1099 euros caso queiram o seu suporte, ou 219 euros pelo adaptador de montagem VESA.

3 comentários:

  1. O monitor até é barato para as especificações. Quando ao resto, vou ali vender a casa e já venho comprar o ralador para o queijo.

    ResponderEliminar
  2. Eu acho que o rim esquerdo deve estar por esse preço

    ResponderEliminar
  3. Só alguém pouco ciente do que faz gasta esse valor nestes modelos. Por Xeon melhor, gráfica muito melhor, SSD muuuito maior, RAM idêntica ECC etc consegue qualquer um montar por um valor muito inferior. Só um ecrã tão bom não é tão fácil de encontrar, muitos concorrentes tem partes tão boas ou melhores, mas tudo num único painel não.

    De resto nos EUA vai-se vender bem, talvez no UK também mas o resto do mundo deve passar ao lado. Não esquecer que muita gente passou no caso do vídeo para o Adobe Premiere e logo não estão presos a Mac. Em edição de imagem e 3D/CAD igual, logo preferem optar por outras marcas menos especulativas.

    ResponderEliminar

[pub]