2019/12/19

Programador condenado por implementar bugs deliberados


Há programadores que automatizam as suas tarefas ao ponto de não serem necessários; há outros que recorrem a tácticas dúbias para garantirem o seu trabalho de forma continuada.

Um programador sub-contratado foi condenado nos EUA após se descobrir que ele incluía bugs deliberados nos seus projectos, de forma a que começassem a surgir problemas passado algum tempo, e consequentemente, que o voltassem a chamar para que resolvesse o assunto (e aproveitando a oportunidade para programar novos problemas para mais tarde).

Sem dúvida que é uma táctica que parece atractiva e que funciona... até se ser apanhado. Neste caso, qualquer que tenha sido o valor que ele tenha ganho à custa deste sistema, seguramente não compensará os 10 anos de cadeia e 250 mil dólares de multa a que se arriscava a apanhar com este processo. No final, o assunto ficou resolvido com 6 meses de cadeia, multa de 7500 dólares, para além de 44 mil dólares que terá que devolver à empresa que andou a enganar ao longo de dois anos.

... Agora, seria interessante ver penas deste tipo, proporcionalmente aplicadas a todas as empresas que também implementam armadilhas idênticas nos seus produtos - a obsolescência programada - para obrigarem os consumidores a comprarem coisas novas regularmente.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]