2019/12/04

Qualcomm revela sensor ultra-sónico 3D Sonic Max 17x maior que o actual


A Qualcomm não deixa que os resultados mistos do seu sensor de impressões digitais ultra-sónico a desanime, e revela uma nova geração: o 3D Sonic Max, com área 17x maior que a do actual e a capacidade para ler dois dedos em simultâneo.

Em tempos encarado como algo apenas possível num filme de ficção científica, a capacidade de ler as impressões digitais através de um ecrã tornou-se agora algo comum, mas ainda com espaço para evoluir. Indiferente à polémica das películas, a Qualcomm revela o seu novo sensor 3D Sonic Max.

Este sensor promete ser mais eficaz e seguro, mas a sua maior novidade é que o seu tamanho é substancialmente maior, acabando com a frustração de ter que acertar precisamente no local certo. O novo sensor tem uma área de detecção de 30x20mm, 17 vezes superior aos reduzidos 8x8mm do sensor anterior, e que lhe dá a capacidade de até poder detectar dois dedos em simultâneo.


Espera-se que este sensor seja estreado no Galaxy S11 da Samsung, mas há rumores que dizem que a Apple também está interessada e que este sensor poderá potenciar o regresso do TouchID aos iPhones que o perderam com a chegada do FaceID. Esperemos que sim, pois por muito prático que o reconhecimento facial seja para umas coisas, há outras onde a utilização das impressões digitais continua a ser mais adequada.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]