2020/01/08

Starlink será acedido através de antena compacta


Ainda existem muitas perguntas sobre como se poderá tirar proveito do serviço de internet via satélite da Starlink, mas Elon Musk refere que bastará uma antena semelhante a um "prato em cima de um pau".

A SpaceX entra em 2020 com o lançamento bem sucedido de mais um lote de 60 satélites Starlink, numa cadência que se espera que se repita a cada duas semanas durante o ano. Com isto, a constelação de satélites Starlink aproxima-se dos 180 satélites - embora os primeiros 60 fossem ainda uma espécie de versão beta - e faz com que a SpaceX seja desde já o maior operador de satélites no mercado; uma posição que manterá de forma cada vez mais significativa com cada novo lançamento (no final do ano terá quase 1500 satélites no espaço, se tudo correr conforme os planos).



Começa portanto a ser importante a pergunta: como se poderá ter acesso à rede Starlink?

E Elon Musk já abordou a questão referindo que bastará um pequeno terminal com uma antena que será idêntica à de um prato num pau. E cujo processo de instalação será extremamente simples: colocar num sítio com visibilidade para o céu, e ligá-la à corrente. A antena fará automaticamente o seguimento dos satélites, podendo mudar de satélite para satélite em menos de 1ms para que não haja falhas perceptíveis na conectividade.

Por revelar continuam coisas como a largura de banda que cada cliente poderá esperar, ou que preços serão praticados. Mas ter uma alternativa aos operadores habituais de telecomunicações irá ser uma grande revolução... Sendo também de esperar que seja uma questão de tempo até que os novos automóveis da Tesla passem a vir com comunicação via Starlink integrada.

1 comentário:

  1. Estou curioso em conhecer a oferta comercial desse serviço, muito curioso...

    ResponderEliminar

[pub]