2020/03/12

Magic Leap desesperada por encontrar comprador?


Depois das promessas (falhadas) de criar experiências de realidade aumentada como as dos filme sci-fi, a Magic Leap parece estar finalmente em colisão iminente com a realidade, e não tem encontrado aliados dispostos a pagar o preço elevado que continuam a auto-atribuir-se.

A Magic Leap apresentou-se ao mundo com enorme secretismo, apregoando óculos com a capacidade de criar imagens virtuais em frente aos olhos dos utilizadores que seriam "indistinguíveis" da realidade. Relatos de experiências espectaculares por parte dos reduzidos seleccionados para experimentarem essa tecnologia contribuíram para a colocar num pedestal... Mas desde então as coisas têm-se complicado.

Para além dos atrasos iniciais, todas as expectativas da empresa têm falhado completamente. O mediático CEO da empresa disse que esperava vender 1 milhão de unidades no primeiro ano (e estamos a falar de óculos que custam 2300 dólares), tendo depois corrigido para 100 mil unidades. Mas, segundo as últimas estimativas, a empresa só terá conseguido vender 6 mil óculos nos primeiros 6 meses. E não ajudará que, à medida que mais pessoas os experimentem, as experiências relatadas sejam bem diferentes: referindo imagens esbatidas, campo de visão bastante reduzido, e hardware incómodo de usar.


Também não será inspirador que Sundar Pichai, que chegou a fazer parte da administração da empresa, tenha abandonado a empresa (mesmo depois da Google ter promovido um investimento de mais de 500 milhões de dólares nela), e também o seu CFO ter abandonado o barco em Novembro passado, depois de um negócio falhado com a Microsoft no valor de 500 milhões de dólares.

De lembrar que, em 2016, a Magic Leap esteve em negociações com a Google, Apple e Facebook para explorar uma eventual venda, mas nunca conseguiu chegar a um ponto de haver interesse real na empresa. E ainda assim, a Magic Leap continua com esperança de que surja uma empresa que esteja disposta a comprá-la com uma avaliação de 10 mil milhões de dólares!

... Com relatos de que a Apple tem estado a desenvolver os seus óculos de realidade aumentada, e também a Google e Facebook a fazerem o mesmo, imagino que o tempo se esteja a esgotar para que a Magic Leap mostra aquilo que realmente vale... sob pena de se dissipar por completo e ser vendida ao desbarato, assim que qualquer uma das outras empresas lançar no mercado um produto realmente pronto para ser usado.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]