2020/04/26

Elon Musk promete serviço Starlink beta daqui a 3 meses e satélites menos brilhantes


A SpaceX lançou mais um lote de 60 satélites Starlink a 22 de Abril, com a promessa de Elon Musk de que vão ser feitas alterações para reduzir o brilho dos satélites e o arranque do serviço de internet via satélite daqui por três meses (em fase beta).

A constelação Starlink teve mais um lançamento bem sucedido no passado dia 22 de Abril, somando agora 422 satélites lançados, dos quais 415 estão operacionais. Um número que supera amplamente todas as constelações de satélites lançadas até à data, mas que está ainda longe do objectivo dos mais de 12 mil satélites planeados - e que poderão chegar aos 40 mil. Mas, mesmo antes disso, o serviço deverá começar a funcionar e a mostrar o que vale. Elon Musk diz que o serviço Starlink começará a funcionar daqui por 3 meses em fase beta privada, expandindo-se a uma fase beta pública daqui por 6 meses, para regiões em latitudes mais elevadas.



Também de relevo, Elon Musk diz que a SpaceX continua atenta às preocupações dos astrónomos relativas ao brilho dos satélites Starlink, e que depois do seu tratamento "anti-reflexo", irão também contar com ajustes no ângulo dos painéis solares e com um "pára-sol" para reduzir o seu brilho durante a fase pós-lançamento em que se deslocam para as suas órbitas finais - o momento em que se criam o já habitual "comboio" de satélites a atravessar o céu. (Actualização: já temos mais detalhes sobre esse sistema chamado VisorSat.)



Veremos se (ao contrário do que tem acontecido com o Autopilot nos Tesla) as datas indicadas por Elon Musk são cumpridas, e se teremos serviço Starlink funcional no final do ano.

Sem comentários:

Enviar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]