2020/06/22

Apple apresenta iOS 14


A Apple aproveitou a sessão de abertura do WWDC 2020 para apresentar o iOS 14, com homepage renovada com organização automática de apps e com widgets, uma nova Siri, chaves de automóveis digitais, e com chamadas telefónicas que não se intrometem na app que estamos.

App Library

Para o iOS 14 a Apple reconhece que é preciso alterar o sistema de icons na homescreen que mantém desde o início. A maioria das pessoas vai acumulando dezenas e dezenas de apps, que vão enchendo páginas e mais páginas, onde depois não encontramos as apps que queremos. Para resolver isso o iOS 14 estreia um ecrã App Library que faz a gestão automática das apps, permitindo esconder ecrãs de apps usadas pouco frequentemente.


Neste ecrã App Library colocado à direita do homescreen, o sistema apresenta uma série de apps sugeridas, as últimas apps utilizadas, apps organizadas por categorias, etc. Com as mais recentes de cada secção a ficarem acessíveis imediatamente sem ser necessário abrir a respectiva pasta.

Homescreen com widgets


Quando ao homescreen em si, passa a poder contar com widgets, de tamanho variável, que se podem posicionar em qualquer local (até agora estavam limitados ao ecrã à esquerda do homescreen) - incluindo um widget dinâmico que dá acesso a múltiplos widgets e que pode ajustar-se automaticamente em função da hora e localização.

Picture in Picture


Não constituindo qualquer novidade, mas não deixando de ser útil para os utilizadores iOS, temos finalmente a capacidade de manter vídeos em modo Picture-in-Picture, para que possam ser vistos enquanto se usam outras apps; e também podendo ser temporariamente colocados "fora do ecrã" (mantendo o áudio).

Tradutor


Pisando um pouco mais os calos à Google, a Apple expande também a sua presença nas traduções, com uma nova app capaz de fazer tradução de conversações, e com o reconhecimento e tradução a funcionar em modo offline para maior privacidade.

Messages


O Messages também recebe melhorias no iOS 14, permitindo marcar conversações como favoritas que ficam sempre no topo do ecrã, menções de utilizadores em conversas em grupo, respostas encadeadas, novo indicador dos grupos que mostra os utilizadores mais recentes, memojis com mais variedade, etc.

Apple Maps


O Apple Maps passa a contar com guias de viagem, indicações de navegação para bicicletas - com indicação da elevação e potencial existência de zonas com degraus, navegação para veículos eléctricos com indicação de postos de carregamento compatíveis, e suporte para zonas de condução com restrições, como cidades que apenas deixam circular veículos com certas matrículas em certos dias.

App Clips


Para as situações em que não se quer instalar uma app para algo temporário, o iOS passa a contar com App Clips, apps instantâneas que se podem executar a partir de um QR Code, tag NFC, ou link, e que dão acesso a funcionalidades rápidas, como encomendar comida, fazer um pagamento, etc. E estes App Clips têm acesso a tudo o que uma app completa tem, incluindo fazer login automático do utilizador, ou efectuar pagamentos. Ajudará a evitar a instalação deste tipo de apps.

Outras coisas


Há muitas outras coisas renovadas. A Siri passa a contar com um interface compacto que não ocupa a maioria do ecrã; algo que também é aplicado às chamadas. Em vez de um telefonema (tradicional ou de apps como Skype ou outras) interromper o que se está a fazer e nos tirar da app em que estamos, a indicação passa a surgir num pequeno popup estilo notificação.


A Apple também quer tornar os iPhones nas chaves de automóveis do futuro, estreando-se com o novo BMW Série 5 de 2021. Bastará o iPhone para entrar no carro e colocá-lo em funcionamento, e também toda uma gestão de chaves virtuais, que permite dar acesso ao carro a familiares ou amigos, com acesso total ou com perfil mais limitado.


A acompanhar o iOS 14 também temos o iPadOS 14, que lamentavelmente começou por dar destaque a coisas com sidebars e toolbars como se fossem uma grande novidade (enfim).


Mais interessante é o regresso de uma capacidade que já existia no velhinho Apple Newton: o reconhecimento de escrita. Com o Scribble o iPadOS 14 permite que qualquer campo de texto seja preenchido com letra escrita com o Apple Pencil. O texto escrito nas notas também passa a poder ser seleccionado tal como se fosse texto escrito no teclado; e as formas desenhadas podem ser reconhecidas e redesenhadas de forma geométrica. De resto, temos acesso à maioria das novidade do iOS 14, que também se aplicam ao iPadOS 14.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]