2020/06/13

Frigoríficos GE usam RFID para validar filtros de água oficiais


Nos EUA há muito que se vivem momentos preocupantes em termos do "direito a reparar", e a demonstrá-lo está o sistema usado nos frigoríficos da GE, que até usam chips RFID para tentar impedir a utilização de filtros de água não oficiais mais baratos.

A situação é caricata. Quem comprar um frigorífico GE com dispensador de água na porta, será confrontado com uma surpresa desagradável assim que o seu frigorífico "inteligente" o alertar para o fim do prazo do filtro de água. É que em vez de poder usar um filtro "normal" que custa cerca de $19 estes frigoríficos só reconhecem os filtros oficiais, usando um chip RFID, que custa $55.



Obviamente que não demorou para que surgissem soluções para quem considera esta situação abusiva. Infelizmente, trocar o chip RFID do filtro existente para um novo não oficial não funciona, pois o frigorífico saberá que é um chip já "usado". A solução mais comum tem sido optar pelo sistema de "bypass", que é utilizado por quem não deseja usar um filtro, removendo o seu chip RFID e colocando-o num filtro não oficial dos baratos. O frigorífico apresentará a mensagem de que não existe um filtro instalado, mas a água continuará a ser filtrada.

A situação parece já acontecer há alguns anos, e há quem alerte para o facto destes frigoríficos já só usarem a marca GE mas na verdade serem fabricados pela Haier. Seja como for, temos uma situação que é bastante vergonhosa (que pretende expandir o tipo de coisa que se passa com os tinteiros das impressoras a outros produtos) e que deveria ser proibida.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]