2020/06/23

O que procurar num serviço VPN Premium

Com a internet a tornar-se numa ferramenta indispensável, há também que estar informado sobre os potenciais riscos decorrentes da sua utilização, assim como as ferramentas disponíveis que poderão ajudar a minimizar esses riscos ou a facilitar o acesso aos conteúdos e serviços desejados - como é o caso das VPNs.

A internet é hoje algo com que convivemos diariamente, tanto para uso lúdico como para trabalho - e ainda mais na era COVID-19, que obrigou cidadãos e empresas a adaptarem-se em tempo recorde ao cenário de trabalho remoto que, nos últimos anos, se ia "falando, falando" mas com poucas alterações práticas. Dito isto, a maioria dos utilizadores continua sem ter uma ideia de como as coisas se passam na internet, ou de como funcionam os serviços de VPN como o https://surfshark.com/servers/portugal.

Segurança e privacidade online

Muitas pessoas assumem erradamente que quando activam o modo anónimo / privado do browser ficam protegidos e que se tornam "invisíveis" aos sites a que acedem. Na realidade, não é o caso, e sendo facilmente comprovado por uma das situações mais frustrantes que podemos ter na internet: como quando se tenta ver um vídeo no YouTube que nos apresenta o ridículo aviso de que "este conteúdo não está disponível no seu país"! Bem que poderíamos passar horas a falar do quão ridículo é criar uma fantástica rede global de comunicação, capaz de enviar dados para qualquer ponto do planeta em fracções de segundos, para logo de seguida lhe aplicar fronteiras digitais sem qualquer sentido, mas... adiante.

De forma fácil de explicar, quando se acede a um site, mesmo em modo "anónimo" (do browser), é apenas lógico perceber que o respectivo site tem que saber o endereço do visitante, para que lhe possa enviar os dados que constituem a página que lhe vai aparecer no browser, ou o vídeo que vai ver. Se fosse um visitante realmente anónimo, sem qualquer endereço, o servidor não saber para onde enviar esses dados, e consequentemente, o visitante não poderia ver nada no seu computador.

Então, o que fazer?

Uma vez que é necessário um endereço para comunicar com um servidor, o que um serviço de VPN faz (entre outras coisas), é fornecer-nos um endereço alternativo que esconde o nosso - podem imaginá-lo como um número de telefone secundário, cujas chamadas são redireccionadas para o vosso próprio número pessoal. Quando activamos a ligação VPN, o nosso acesso à internet passa a ser feito através desse serviço VPN, e em vez dos sites verem o nosso próprio endereço, vêem apenas o do computador do serviço VPN.

Para que serve?

De forma imediata, isto faz com que os sites que visitam nunca saibam qual é o vosso endereço real. Tudo o que sabem é que estão a enviar os dados para um endereço, desconhecendo que na verdade esse endereço apenas os reencaminha para o vosso endereço real. Adicionalmente, a maioria dos serviços VPN permite que os clientes escolham esses tais endereços "alternativos" numa série de países; pelo que poderão aceder a serviços como se estivessem nos EUA, ou Reino Unido, ou praticamente qualquer outro país que desejem. Com isto, podemos aceder a serviços que estejam limitados geograficamente.

Como vantagem adicional, todas as comunicações entre o nosso computador / smartphone e o serviço de VPN são feitas via canais com encriptação. Pelo que, mesmo que se esteja a utilizar uma rede WiFi pública desconhecida, ou até mesmo suspeita, ficamos com a garantia de que não conseguirão espiar o que estamos a fazer - e o mesmo se aplica ao nosso próprio operador de internet, se utilizarmos uma VPN enquanto estamos em casa.

Claro que, por outro lado, estamos a depositar a nossa confiança de privacidade e segurança no serviço VPN escolhido, motivo pelo qual se torna importante escolher um que ofereça as melhores garantias e práticas de segurança. Coisas como não guardar registos (logs) dos utilizadores são pontos que deverão estar no topo da lista, já que assim, mesmo se algum dia forem forçados a ceder esses dados... eles não existem. E não há melhor segurança do que não ter / saber o que é pedido. :)

3 comentários:

  1. Eu tenho uma VPN, é bem paga, mas vale cada tostão que pago, é considerada uma das melhores ao nivel da confidencialidade entre serviço/cliente, tendo em conta as ofertas, e após um mês de pesquisas, sou um cliente muito satisfeito com a Mullvad Vpn, é caro? É, mas vale cada centimo!! :))

    ResponderEliminar
  2. Esse Surfshark é de confiança? Estou para investir, mas não sei o que faça... O VPN parece-me um serviço, no geral, muito caro!

    ResponderEliminar
  3. Tens mais vpn por onde escolher essa esta parece estar barata!

    Nordvpn ,expressvpn,cyberGoshtvpn,purevpn,tunnelbear,Private Internet Access,airvpn

    So escolher qual queres..

    Tambem tenho de compara uma para mim!Num futuro vai ser indispensavel

    ResponderEliminar

[pub]