2020/07/19

Motor Fenris quer revolucionar os foguetes


Escapar à gravidade do nosso planeta requer uma enorme quantidade de energia, mas há quem esteja a trabalhar num motor que poderá revolucionar os foguetes como os conhecemos: o motor Fenris.

Tradicionalmente, os foguetes têm que transportar tanto o seu combustível como o oxidante, motivo pelo qual todos eles são "gigantescos" e que também causa o dilema: para transportar mais carga precisamos de foguetes mais poderosos, que por sua vez precisam de mais combustível, que fazem aumentar o peso e tamanho do foguete, que obriga a maior potência... e já estão a ver no que isto vai dar.

E se em vez de ter que transportar o oxidante que permite a combustão do combustível, o foguete pudesse simplesmente utilizar o ar que existe na atmosfera? É isso que o motor Fenris promete fazer e, no processo, poupar toneladas de oxidante nos foguetes.

A ideia não é nova, e de certa forma é o que já é feito por empresas com a Virgin Galactic, que aproveita a boleia de um avião para levar até uma determina altitude e velocidade antes de o separar para que siga viagem. Mas, até à data, ainda ninguém criou um motor que fosse capaz de fazer toda a viagem desde o momento da descolagem até à entrada em órbita, usando esta táctica. Infelizmente, também no caso do Fenris o processo ainda parece precisar de muitos anos de desenvolvimento, mas esperemos que possa vir a concretizar todas as suas promessas, e tornar o acesso ao espaço bastante mais acessível.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]