2020/08/22

Apple diz que Epic queria tratamento especial na App Store - mas apresenta emails que mostram o contrário


A batalha entre a Apple e a Epic ainda está no início, mas a Apple parece revelar desde já que poderá estar um pouco alheada da realidade, acusando a Epic de querer uma coisa e apresentando provas que demonstram o contrário.

Diz a Apple que a Epic a contactou a pedir tratamento especial na App Store. No entanto, para o comprovar, apresentou uma troca de emails entre a Epic e a Apple, onde a Epic se limita a explicar o que pretende: 1) a liberdade de poder usar métodos de pagamento alternativos que evitem o pagamento de comissões à Apple; 2) o direito de poder disponibilizar a sua própria loja de apps, tanto através da App Store como de instalação directa nos dispositivos iOS, com capacidade de fazer actualizações automáticas tal como a App Store da Apple. Para além de solicitar estas alterações, a Epic diz expressamente que espera que a Apple dê estas capacidades a todos os developers, para tornar a plataforma iOS tão competitiva e equilibrada como os outros sistemas.



Em nenhum lado fica demonstrado que a Epic queria apenas o tal "tratamento especial" que a Apple argumenta; mas é preciso não esquecer que estamos a falar de uma empresa que, mesmo perante todos estes casos, e onde na Rússia já está a ser obrigada a abrir o acesso à App Store e iOS, se sente com total confiança para exigir que apps gratuitas passem a disponibilizar compras in-app para ir buscar mais comissões.

Esperemos que os tribunais nos EUA mostrem à Apple que está na altura de parar e abrir os olhos, porque se não for o caso, apenas se sentirá com legitimidade para continuar a comportar-se como muito bem entender, dobrando as regras quando lhe interessa (como faz com o Amazon Prime).

7 comentários:

  1. A Apple mente!
    A Epic queria um sistema de pagamentos para o Fortnite em que os 30% de comissão da Apple ficavam: o utilizador pagava menos 25%, a Epic ficava com mais 5% e a Apple (tal como Google no Google Play) não recebia nada.

    E tinha esperança que a Apple permitisse o mesmo aos outros developers ;-)
    A generosidade manifestada pela Epic com o dinheiro da Apple é comovente.

    "Em nenhum lado fica demonstrado que a Epic queria apenas o tal "tratamento especial" que a Apple argumenta" - não senhor, dava-se só o caso de ser primeiro, mas se a Apple permitisse o mesmo a outros, ótimo.

    Começa a ser daquelas coisas em que querem fazer dos outros parvos.



    ResponderEliminar
  2. Vocês traduziram com a bunda né?

    Eles querem lançar uma plataforma deles próprios dentro da Apple e angariar com isso, tá de sacanagem.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Há que não pensar com a bunda: querem apenas o direito de ter acesso aos dispositivos iOS tal como a Apple tem (e impede outros de terem), incluindo poderem ter a sua própria App Store, tal como no Android é possível ter a App Gallery da Huawei, ou loja de apps da Samsung, ou outras alternativas.
      Ainda estou para perceber como é que há pessoas que achem que não ter opções é positivo... Ninguém é forçado a utilizar apps ou lojas alternativas, se existirem; no entanto, ninguém as pode utilizar se não existirem - e pelo caminho fica a impossibilidade de se utilizarem todas as apps que a Apple achar que não podem entrar na App Store, como o xCloud da Microsoft e tantas outras.

      Eliminar
  3. Artigo tendencioso. Nota-se em cada frase a distorção dos factos. Goste-se ou não, esta é a linha de negócio da apple e é isto que a diferencia dos outros. Só utiliza quem quer e quem não está interessado, escolhe alternativas. Sobre "se sente com total confiança para exigir que apps gratuitas passem a disponibilizar compras in-app para ir buscar mais comissões" é totalmente falso. O que Apple pretende é que as App "gratuítas" que vendem upgrades/pacotes à parte, o comecem a fazer In-App. Tuto o que é gratuíto, nada pagam. É o mesmo que alguém estar a utilizar o espaço e clientes de alguém, através de comissão e chegar ao fim do mês dizer que não vendeu nada, por ter recebido tudo sem controlo.
    Se as App não querem pagar os 30% (igual ao que pagam no android, consolas etc..) não disponibilizem lá e serão obrigados a cobrar menos.
    O certo é que a Epic queria deixar de pagar os 30% e só fazia/fez descontos de 20% ;)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Só ignoras convenientemente que: 1) não podes disponibilizar nada para um iPhone a não ser via App Store
      2) não podes disponibilizar pagamentos alternativos sem pagar comissão à Apple
      3) ficas sujeito ao que Apple considera aceitável ou não
      4) nem vamos falar dos casos em que copia funcionalidades das apps, implementa-as, e fecha as portas a quem as fez originalmente

      Fica tudo resolvido se a Apple deixar instalar apps por fora da App Store. Não percebo é como continuam a haver pessoas que se opõem a isso: ter opção e liberdade de escolha.

      Eliminar
  4. Compram um Android e pronto....discussão idiota.

    ResponderEliminar

[pub]