2020/08/28

Google propõe "sites empacotados" WebBundles


Depois do AMP, a Google volta a querer substituir as páginas, desta vez com um novo formato WebBundle que permite empacotar um site completo num único ficheiro para fácil partilha.

A ideia dos Web Bundles. Um site é normalmente constituído por dezenas ou centenas de ficheiros individuais (HTML, CSS, imagens, scripts, etc.), que não são práticos de gerir ou transferir de um lado para o outro. Com os Web Bundle a ideia é compilar todos esses conteúdos num único ficheiro. É uma ideia que até parece interessante, mas o problema é que os riscos que acarreta são demasiados e darão ainda mais poder à Google.




Os responsáveis pelo browser Brave fazem um bom trabalho ao enumerar os perigos desta proposta, que essencialmente acaba por "matar a web" tal como a conhecemos, ao tornar cada site numa espécie de mini-app que torna irrelevantes os URLs (Universal Resource Locator) - com ênfase na parte do Universal - já que com estes Web Bundles deixa de haver forma fácil de identificar conteúdos universais dentro destes pacotes. Com isso invalida-se também a possibilidade de auditar e bloquear conteúdos (como fazem os adblockers), pois os conteúdos vêm todos no mesmo pacote, para o bem e para o mal.

... E tendo em conta que a Google até se deu ao trabalho de remover o seu lema "do no evil", a par das atitudes que tem tido, parece-me que já não se pode assumir que a Google está a propor este novo formato web por mera preocupação com o que é melhor para os utilizadores.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]