2020/08/20

Ransomware chega ao whisky e navios de cruzeiro


Os ataques de ransomware vão-se diversificando e chegando a todas as áreas de serviços, incluindo destilarias e empresas de navios de cruzeiro.

A Brown-Forman, responsável por bebidas como Jack Daniels e Finlandia vodka, e a Carnival, popular operadora de cruzeiros turísticos, foram ambas alvo de ataques de ransomware. Ataques que apenas vêm comprovar que estamos perante uma nova vaga de ataques em busca dos lucrativos resgates.

Multiplicam-se os casos de ataques conhecidos, que habitualmente conseguem obter resgates superiores a um milhão de dólares; o que funciona para tornar mais apelativo este tipo de ataques. Em vez de tentarem extorquir umas centenas de euros aos utilizadores comuns, e tendo que lidar com as dores de cabeça de lidar com (potencialmente) milhares de pessoas, torna-se bastante mais rentável apontar as armas às empresas, que em muitos casos não se podem dar ao luxo de perder os seus dados, e onde a perspectiva de lucro é imensamente superior. Uma única empresa pode render mais de um milhão de dólares, que em utilizadores comuns representaria mais de 2 mil utilizadores a pagarem 500 euros cada.

O pior caso será para aquelas empresas que, mesmo tendo investido em soluções de backup, não quiserem / puderem passar pela vergonha pública de terem os seus dados expostos na internet: por exemplo registos médicos de pacientes, ou informação privada dos seus clientes.

Sem comentários:

Publicar um comentário (problemas a comentar?)

[pub]