2020/09/24

Google Maps mostra evolução de casos Covid-19


Perante uma segunda vaga do Covid-19, o Google Maps passa a apresentar uma camada informativa com a evolução dos casos, para praticamente todos os países do mundo.

Para além das camadas adicionais do Google Maps que nos mostram coisas como o estado de trânsito ou transportes públicos, teremos em breve também uma camada dedicada ao Covid 19. Informação baseada no número de casos médios dos últimos 7 dias por cada 100 mil pessoas para a área respectiva, com as cores a indicar se os casos est
ao a aumentar ou diminuir.


Infelizmente, nesta altura assistimos a um aumento que praticamente replica a vaga inicial da pandemia, com um número crescente de novos casos; e isto numa altura em que ainda não será visível o impacto da abertura das escolas, que deverá começar a fazer-se notar nas próximas semanas.


Até que uma vacina fique disponível importará seguir as recomendações básicas de prevenção, como o uso de máscara em locais públicos, distanciamento social, e evitar as saídas que se puderem evitar.

3 comentários:

  1. A "área respetiva" é o país. O indicador escolhido é o do nº de caso ativos por 100.000 habitantes. Nada de novo.

    A melhor informação por país:
    https://www.worldometers.info/coronavirus/

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Não é só do país. Tens informação por regiões.

      Eliminar
    2. Olhei para o mapa acima, que está por país.

      Indo ao smartphone, de facto, está:
      - Portugal: 6,1 (em crescimento)
      - E está (só está) o Concelho de Liboa: 47,2 (em crescimento),
      Em Espanha está:
      - O país: 23,3 (em diminuição)
      - E por províncias/regiões
      Nos outros países também.

      Quanto ao efeito prático da nova funcionalidade do Google Maps não estou a ver. Deixam de ir ao Concelho de Lisboa (ou "de Lisboa a Sintra, a casa da Tia Jacinta", quando houver dados de Sintra)? São concelhos muito grandes, não creio.
      Mas pronto, alguns vão ganhar um novo entretimento.

      Eu cá vou olhando para o número de mortos, de internados e de internados em cuidados intensivos, de todo o país, como indicadores mais relevantes. E, pelo sim, pelo não, vou usando a app Stayaway Covid.

      P.S. Onde trabalho, há dias, decidiu-se fazer um teste de picada no dedo (serológico) à malta toda, se desse positivo ia fazer o teste de diagnóstico. "Ah, mas isso era o que se devia andar a fazer, constantemente, a todos!".
      Bem, lá que é rápido, é, dão o resultado imediatamente e dizem que tem uma taxa de segurança de 95%.
      Se se pode andar a fazer constantemente e massivamente, não sei.
      Era uma forma eficaz de quebrar as cadeias de transmissão? Provavelmente, mas exige recursos e esforços.
      A app Stayaway Covid é pouco eficaz? Provavelmente, mas não exige quais quer recursos. É só instalar.

      Eliminar

[pub]