2020/10/02

Apple processa empresa de reciclagem que vendia iPhones e iPads que devia destruir


A Apple está a processar uma empresa canadiana de reciclagem, que aparentemente estaria a vender iPhones, iPads e Apple Watch que deveria destruir.

A Apple é uma das empresas que mais tem publicitado a sua preocupação com a sustentabilidade, chegando ao ponto de criar robots dedicados à desmontagem de iPhones no seu final de vida. Neste caso, a Apple estaria a trabalhar em conjunto com a empresa de reciclagem Geep Canada, só que o destino dos equipamentos não era aquele que deveria ser.

Em vez de destruir os equipamentos para recuperar os materias possíveis, a Geep estava a fazer outro tipo de "reciclagem", revendendo os iPhones, iPads e Apple Watch que ainda estivessem em boas condições - e não apenas umas centenas ou milhares. A Apple diz que quase 100 mil dispositivos destinados à reciclagem foram vendidos e reactivados.

É o tipo de coisa que, se acontecesse por cá, seria atribuído à "esperteza tuga", mas que afinal parece ser um fenómeno bastante mais global, e neste caso afectando até uma empresa naquele que é considerado um dos países mais evoluídos do mundo. Espero que não se venha a descobrir que afinal o dono ou gestor da Geep fosse um emigrante português ou luso-descendente. ;P

4 comentários:

  1. 3R
    Reduzir, Reutilizar e Reciclar.

    Visto que eles estão a Reutilizar os equipamentos, isso é muito melhor do ponto de vista ambiental.
    Se a Apple estivesse mesmo interessada na sustentabilidade do ambiente devia aplaudir a iniciativa ....

    ResponderEliminar
  2. Não era a empresa (Geep).
    A empresa diz que foram três funcionários desonestos (nomes) que venderam os dispositivos a um chinês que os revendeu na China.
    A empresa quer que sejam eles a pagar a indemnização pedida pela Apple.

    A Apple diz que 18% dos dispositivos enviados para reciclagem estavam ativos (excluindo iPads por não serem localizados). Grande ladroagem.

    ResponderEliminar

[pub]