2020/10/02

Europa vai proibir Apple e Google de favorecerem as suas próprias apps


A União Europeia prepara mais uma ronda de medidas que visa equilibrar o panorama tecnológico, proibindo empresas como a Google e Apple de favorecerem as seus próprias apps e serviços, incluindo a pré-instalação das apps nos seus equipamentos.

Os gigantes tecnológicos norte-americanos terão nova dor de cabeça a partir do final do ano, quando a UE avançar com o Digital Services Act que visa limitar o poder excessivo que estas empresas têm ao dominar vastos sectores de actividade, e que a cada ano se vão expandindo cada vez mais. Empresas como a Google e Apple não se limitam a vender produtos ou um único serviço. Disponibilizam toda uma panóplia de serviços que engloba coisas como plataformas de comunicações, de vídeo, de música, de armazenamento na cloud, de arquivo de fotos, etc. E sempre que entram num novo sector, a sua posição permite-lhes obter vantagens imediatas sobre serviços concorrentes.

É isso que a UE quer combater, e para isso vai recorrer a medidas que impedem que estas empresas favoreçam as suas próprias apps e serviços, passando por coisas com a proibição de apenas pré-instalarem as suas apps nos seus equipamentos (obrigando a que sejam apresentadas alternativas), e também exigir que toda e qualquer app pré-instaladas possa ser desinstalada.

Faltará aguardar para ver de que forma é que as novas exigências se traduzirão na prática; já que no caso mais moderado, o que se pode esperar é que durante o processo de instalação tanto iPhones como Androids sejam forçados a apresentar opções alternativas de apps e serviços a utilizar. Mas levando a coisa à letra, poderá ter implicações bastante mais vastas, tal como ser usado como justificação para que a Apple passe a permitir o acesso a app stores alternativas, para além da desinstalação da sua própria App Store.

1 comentário:

  1. Já li em diferentes blogues e órgãos de comunicação várias hipóteses sobre o que poderá vir a acontecer, daqui por uns anos.
    Uma é que o iPhone virá sem uma appzinha que seja.
    Pelo que leio no último período, nem haverá App Store para as instalar porque a Apple tem que proceder à "desinstalação da sua própria Apple Store" (seja lá isso o que for) ;-)

    ResponderEliminar

[pub]